Mediunidade, recurso sublime que nos modifica para melhor

domingo, setembro 2nd, 2018 88 views

Baixe este post em PDF

A Doutrina Espírita revela que o homem deve conquistar todos os atributos de grandeza e felicidade, mas, para isso, precisa vivenciar situações, muitas vezes rudes lições, que provocam  o inevitável esforço pelo trabalho na construção dessa experiência. Essa compreensão denuncia a vida cotidiana de muitos trabalhadores da Comunhão, como a de Wagner Alberto de Oliveira, 53 anos, securitário, que chegou à Comunhão Espírita há sete anos por recomendação amorosa de seu padrasto, adepto da doutrina consoladora.

Passava por quadros depressivos, conflito conjugal e desemprego que o infelicitavam. Alcoolizava-se constantemente, o que o levou a sofrer um acidente de moto pela conduta conturbada. 

Foi acolhido pelo atendente fraterno Thomás, que o recebeu com largo sorriso no rosto. E recorda que, em conversa franca, o trabalhador da Comunhão Luciano Máximo descobriu sua faculdade mediúnica. “Dei passividade a irmãos desencarnados e senti-me constrangido após ouvir relatos do generoso conselheiro”. Convidado a visitar um grupo mediúnico, Wagner relata que, após a prece, despertou 1h30 depois, tomando passe dispersivo e água fluida. “Revelaram-me, entre sorrisos, que colaborei na tarefa da noite através da psicofonia inconsciente”.

Atualmente, Wagner é médium integrante do Programa de Acolhimento ao Médium Ostensivo (Proamo), e revela que foi pelo recurso da mediunidade que aprendeu a observar de maneira racional o sentido da vida e a laborar os preceitos cristãos.  “O Espiritismo não cura depressão, não resolve seus problemas, mas propõe a prática mediúnica como recurso sublime capaz de modificar nosso comportamento para melhor, diante dos desafios que enfrentamos. A verdade é que precisei praticar a caridade primeiramente a mim para depois compreender que poderia fazer a outros. Sinto-me feliz e lúcido para os trabalhos mediúnicos e é indescritível o sentimento de bem-estar em minha mente e coração. Para mim, acolher o irmão desencarnado foi o caminho que encontrei para direcionar meu olhar a Jesus”. 

Por Cristiane Lopes.



Aula inaugural do ESDE abre os estudos do primeiro semestre de 2018

quarta-feira, fevereiro 21st, 2018 311 views

Baixe este post em PDF

A tradicional aula inaugural promovida pela Diretoria de Estudos Doutrinários (DED) aconteceu na noite de domingo (18/02), no auditório Bezerra de Menezes, na Comunhão Espírita de Brasília. Na ocasião, o Coral Elos de Luz fez uma apresentação para harmonizar o ambiente antes da peça de teatro elaborada e interpretada pelos próprios alunos da Casa.

Também estiveram presentes, durante o evento, alunos, dirigentes da DED, demais trabalhadores e visitantes. Na abertura, a diretora da DED, Marta Caldas, leu um trecho do Evangelho Segundo o Espiritismo e pediu que todos os presentes levassem a reflexão trazida durante toda a semana. “O Cristo Consolador” – ESE Cáp. VI, Item VI.

 A história da peça, que pode ser assistida completa aqui,  é sobre o personagem Samuel, futuro aluno do ESDE, que procurou a casa espírita para ajustar e equilibrar a sua vida, após ter perdido emprego, tendo vivido também um período de afastamento do lar pela esposa e filho.

Após a apresentação, o presidente da Comunhão Adilson Mariz  agradeceu a presença de todos e elogiou o trabalho elaborado pelos alunos e pela DED. Afirmou que “aqui é uma casa que abre a porta para nos descobrimos como seres humanos. Há 29 anos, eu estava aí onde vocês se encontram, no meu primeiro contato com o ESDE. Este ano, o ESDE completa 35 anos e muitos corações foram transformados por uma mensagem que está sempre a nos convidar a uma reflexão maior”, disse durante o encerramento dos trabalhos.

Segundo Mariz, é preciso coragem para enfrentar a si mesmo e as emoções precisam cada vez mais de equilíbrio.

“ Precisamos mudar a nossa postura, controlar a nossa ansiedade em todos os instantes. A mensagem trazida pelos meninos nos falam do plano espiritual. Sabermos que a nossa vida não se passa apenas nesta existência e, sim, que há algo muito maior do outro lado. O conhecimento nos abre fronteiras, mas temos que vivenciá-los. Sem a vivência no nosso dia a dia, sem colocar o sentimento naquilo que nós já sabemos, demos apenas um passo e a responsabilidade será maior”, finalizou.

Por Isabel Carvalho

Foto: Rodrigo Ribeiro



Mediunidade aflorada é o tema do Comunhão Inspira deste sábado (29)

sexta-feira, julho 28th, 2017 506 views

Baixe este post em PDF

O Comunhão Inspira do próximo sábado abordará o tema Mediunidade aflorada: Do medo ao propósito de amor.

Vamos falar do reconhecimento e compreensão das várias formas de mediunidade e as possibilidades de harmoniosa e produtiva utilização dessa sensibilidade que nos coloca frente a frente com o amor do Cristo, convidando-nos à positiva transformação, à ampliação dos níveis de consciência e, principalmente, à felicidade!

Convidado: Gustavo Baptista
Apresentação: Wagner Tadeu

O Comunhão Inspira é um programa de perguntas e respostas realizado no salão Bezerra de Menezes da Comunhão Espírita, um sábado por mês, às 19 horas. Não perca!



FEB promove seminário sobre mediunidade dia 8

sexta-feira, março 3rd, 2017 620 views

Baixe este post em PDF



Palestras e Seminário: A Mediunidade e a Doutrina Espírita

segunda-feira, setembro 26th, 2011 413 views

Baixe este post em PDF

 A Federação Espírita do DF realiza em 2 de outubro o seminário “A Mediunidade e a Doutrina Espírita”, com a participação do confrade Wagner Paixão, orador e autor espírita. O evento homenageia os 150 anos de “O Livro dos Médiuns”.

O Seminário acontece das 8h30 às 12h30, na sede Asa Sul da Federação Espírita do Distrito Federal, SQS 408, AE, Templo. As inscrições poderão ser realizadas até 30 de setembro de 2011, no sítio da FeDF: www.fedf.org.br  ou nos telefones (61) 3344-8237 e 8412-8115.

Nos dias 30 de setembro e 1º de outubro serão realizadas palestra com o referido confrade (vide programação no sítio da FeDF).



“O poder dos médiuns”

sexta-feira, outubro 3rd, 2008 421 views

Baixe este post em PDF

A Revista Isto É desta semana aborda “O poder dos médiuns”, tema de grande interesse para o Movimento Espírita, no mesmo momento em que o filme “Bezerra de Menezes – o Diário de um espírito” surpreende a crítica abalizada ao atrair um número excepcional de público. Os Espíritos já ensinaram que não existem coincidências, por isso é importante difundir cada vez mais os assuntos relacionados à comunicabilidade entre os mundos material e espiritual.

“O poder dos médiuns

Como a ciência justifica as manifestações de contato com espíritos e por que algumas pessoas desenvolvem o dom

O espiritismo é seguido por 30 milhões de pessoas no mundo. O Brasil é a maior nação espírita do planeta. São 20 milhões de adeptos e simpatizantes, segundo a Federação Espírita Brasileira – no último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) 2,3 milhões declararam seguir os preceitos do francês Allan Kardec, o fundador da doutrina. A mediunidade, popularizada pelas psicografias de Chico Xavier, em Uberaba (MG), ganhou visibilidade nos últimos anos na mesma proporção em que cresceu o espiritismo. Mas nada se compara ao poder da mídia atual, que permite debater os ensinamentos da religião por meio de livros, programas de tevê e rádio. Os romances com temática espiritualista de Zíbia Gasparetto, por exemplo, são presença constante nas listas de mais vendidos.”

Confira a íntegra da matéria no endereço:http://www.terra.com.br/istoe/edicoes/2030/comportamentoo-poder-dos-mediunscomo-a-ciencia-justifica-as-manifestacoes-de-103763-1.htm .