Leia mais notícias...

Palestras

Antropofasia: método de conhecimento da natureza do ser humano e do universo

15/09 | Editado por: Marcos Giesteira
Este post já recebeu 436 views
Baixe este post em PDF

A Antropofasia é uma ciência espiritual fundada pelo filosofo, educador, artista e esoterista, Rudolf Steiner. O filosofo destaca por meio do conceito da Antropofasia três características para a compreensão do ser e do mundo e métodos para evolução: calma interior, a capacidade de admirar tudo e a não adoção de preconceitos. A necessidade de ampliar conhecimento levou Rudolf a estudar e conhecer diferentes áreas, como o ocultismo, agricultura, arquitetura, arte, matemática, ciência, religião, drama, literatura, entre outras.

O termo foi apresentado pela médica Denise de Brito Franco que atua junto à Associação Médico Espírita do Distrito Federal (AME-DF) e foi a palestrante por meio do ciclo de debates da AME realizado todas as semanas na Comunhão Espírita (CEB). O intuito dos encontros é abordar conceitos da doutrina espírita com foco no universo psíquico com temas como “O Mundo Interior”, “Estudando as Emoções”, “O Caminho Terapêutico com Jesus” e o “Integrando Saberes para Entender a Saúde”, assunto destacado nesta quarta-feira (13/09).

“Só observamos o que acontece ao nosso redor ou com a gente mesmo quando começamos a admirar a beleza e a não beleza. Às vezes um ser pode ser uma pessoa ruim, mas se conseguir achar o cerne desse ser encontramos coisas positivas. Sem preconceito conseguimos admirar mais as pessoas”, destaca.
A Antropofasia possui algumas atividades práticas, como Pedagogia Waldorf, agricultura biodinâmica, arquitetura e terapêutica social. Dessa forma, ela traz terapias complementares, como a artística, eurritmia, massagem rítmica, terapias externas, musicoterapia e aconselhamento biográfico.

Denise relembrou o conceito de Rudolf de conjuntos básicos da estrutura humana que são objeto de intervenção médica, como a trimembração e quadrimembração. A primeira está relacionada aos sistemas neurosensoriais (pensar), rítmicos (sentir) e metabólicos (querer). Enquanto que a quadrimembração envolve o corpo físico, a organização vital, anímica e a organização do eu.

Segundo Denise, o ideal é trabalhar as três áreas em conjunto. “O que tem excesso de atividade intelectual deve desenvolver também o metabólico. O mal de hoje é que pensamos uma coisa, sentimos outra e agimos diferente. O sistema rítmico bem estruturado é o maior médico, a maior medicina para a vida”, apontou.

Serviço
O Ciclo de Debates acontece nas quartas-feiras, às 20h, na Sala 203, da Comunhão Espírita. Veja a programação de 2017:

– 1ªas quartas-feiras/mês – O Mundo Interior – Facilitadora: Kátia Carrijo
– 2ªas quartas-feiras/mês – Integrando saberes para entender a saúde- Facilitadores: membros e convidados da AME-DF
– 3ªas quartas-feiras/mês – Estudando as Emoções – Facilitadora: Kátia Carrijo
– 4ªas quartas-feiras/mês – O Caminho terapêutico com Jesus – Facilitadora: Fabíola Lima

Atendendo a pedidos, a AME-DF também irá repetir os módulos do ano passado, nas sextas-feiras, Sala 108, às 18h.

– 1ªas sextas-feiras/mês – Módulo I – O Mundo Interior – Facilitadora: Kátia Carrijo
– 3ªs sextas-feiras/mês – Módulo I – Estudando as Emoções – Facilitadora: Kátia Carrijo

Para maiores informações, entre em contato com AME-DF pelo e-mail: ame.distritofederal@gmail.com

Por Bruno Saviotti

Leia mais notícias...

Você deve logar para postar um comentário.