Leia mais notícias...

Geral

“Vamos aproveitar o agora”, alerta Osvaldo Bastos em palestra sobre projetos reencarnatórios

08/09 | Editado por: Nicole Guimarães
Este post já recebeu 107 views
Baixe este post em PDF

Projetos reencarnatórios é tema de uma palestra de Osvaldo Bastos no último dia 27 de agosto. Durante transmissão ao vivo pelo canal no YouTube da Comunhão Espírita, ele explica que a mensagem é direcionada especificamente para a vida atual de todos os seres humanos.

Bastos sugere a leitura do livro “Evolução em dois mundos”, do espírito André Luiz e psicografia de Chico Xavier e Waldo Vieira, que trata exatamente da reencarnação e da evolução do ser no planeta. Além disso, o livro explica como acontece a ligação de fora para dentro da matéria. “Ele nos traz um complemento de ensinamento”, diz.

O palestrante cita o capítulo 4 de “O livro dos espíritos”, de Allan Kardec, questões 166 a 170, em que os espíritos tratam da reencarnação. “A reencarnação é a possibilidade, através da justiça divina, que nós temos de aprender, evoluir e crescer com a nossa vivência”, explica.

De acordo com Bastos, os espíritos explicam a Allan Kardec que há todo um planejamento para a escolha das provas de cada um. “Escolhemos o local onde a gente vai nascer, o projeto familiar, com quem a gente vai reencarnar, quem a gente vai receber, de quem a gente vai se despedir, quem nós vamos, aos poucos, atraindo para junto de nós através dos laços de família, que fortalecem a reencarnação, que cada vez se amplia mais para que a gente se transforme numa família universal”, conta o palestrante.

Bastos ainda questiona se as pessoas que estão aqui neste planeta estão fazendo o que é necessário para melhorar esse projeto reencarnatório. “Estar aqui é uma oportunidade de progresso, de evolução intelectual e evolução moral”, destaca.

Antes de cada espírito reencarnar, tudo é planejado. Mas, como explica o palestrante, pela benção do esquecimento, o ser humano vai sendo moldado pela própria vida, pelo meio em que cada um vive, fazendo jus ao livre arbítrio.

“Às vezes o espírito traçou para si uma reencarnação, um projeto de vida, para que ele pudesse viver 40, 50 anos. Se ele percebe que já atingiu aquela programação de vida, ele desencarna mais tranquilo”, acrescenta Bastos. Ele afirma também existe a possibilidade de alguns espíritos atrasarem o seu crescimento e acabam desencarnando precocemente.

O palestrante finaliza alertando que é preciso aproveitar ao máximo o projeto reencarnatório. “Vamos aproveitar o agora, para fazer de nossas vidas uma vida melhor. Peçamos ajuda aos benfeitores espirituais e eles virão”, finaliza.

Gostou da palestra? Clique aqui e assista a íntegra.

Por: Tarsila Braga

Revisão: Silmara Sundfeld

Leia mais notícias...

Você deve logar para postar um comentário.