Leia mais notícias...

Destaque

Nazareno Feitosa: lembrem que a providência divina existe

29/06 | Editado por: Ana Cristina Sampaio Alves
Este post já recebeu 115 views
Baixe este post em PDF

Em meio à pandemia, inúmeros são os desafios e as dificuldades enfrentadas pelos seres humanos. Questões de toda ordem, como as relacionadas à saúde física, à saúde mental, aos relacionamentos e a sérias questões financeiras acarretadas pela perda de empregos e pelo fechamento de empresas nos tiram a paz. “Dificuldades Financeiras em Tempos de Pandemia” foi o tema da palestra deste domingo (28), do orador espírita Nazareno Feitosa, transmitida ao vivo pelo canal da Comunhão no YouTube.

Feitosa explicou que estamos vivendo o fim de um tempo e o surgimento de um novo ciclo, de uma nova era, e que não temos nada a temer, já que somos seres imortais e indestrutíveis. O orador lembrou que o nosso período na Terra é de purificação, que nossa verdadeira morada é no mundo espiritual e que nada do que estamos passando em nossas vidas está fora do planejamento reencarnatório escolhido por nós mesmos. Ele lembrou que todos os tipos de problemas graves da humanidade, como as pandemias, são abordados no capítulo VI do O Livro dos Espíritos, que trata dos Flagelos Destruidores. A riqueza e a pobreza são tratadas no Capítulo XVI do Evangelho Segundo o Espiritismo.

O orador levantou a importante indagação acerca do que realmente traz felicidade aos seres humanos e apresentou, como resposta, o resultado de uma pesquisa que mostra que o dinheiro não é o responsável por ela. Ele explicou que tanto a riqueza quanto a pobreza e a felicidade são relativas. Não é possível ser plenamente feliz na Terra, já que aqui ainda é um mundo de expiação e de provas.

Nazareno Feitosa falou sobre aspectos relacionados ao desapego de Jesus e explicou cada um deles: berço, pai, estudos, casamento, família, filhos, casa, carro, dinheiro, poupança, trabalho, títulos, comida, tempo, omissão, amigos, melhor amigo, armas, incolumidade, defesa, glória, cetro, trono, roupas, mãe, vida, túmulo, trabalhadores, resultado. Ele trouxe a reflexão acerca da quantidade de coisas que querem os seres humanos e falou sobre a importância de praticarmos o desapego do que é transitório, para nos apegar ao que é verdadeiro e imortal. Citando a orientação de Cristo: “buscai primeiro o Reino dos Céus e a sua Justiça, e tudo o mais vos será acrescentado”.

O palestrante sugeriu que aprendamos a viver com menos hoje, para sobrar mais amanhã. Segundo ele, a crise vai passar e poderemos, assim, ajudar mais pessoas e realizar mais investimentos. “Crise é oportunidade e vocês sabem disso”, ressaltou.

Feitosa alertou para a necessidade de se ter cuidado ao se criar os filhos em um alto padrão de riqueza, o qual poderá gerar graves frustrações se eles não conseguirem conquistar e manter esse padrão. Ele disse, ainda, que desejar a riqueza pode ser a falência da nossa vida espiritual e que, às vezes, é melhor passar pela prova da pobreza.

Por fim, o palestrante ressaltou que a providência divina existe, que tudo passa e que devemos nos contentar com o que temos. Ele terminou a palestra com uma mensagem de Maria de Nazaré: “Tudo passa, e isso também passará”.

Confira a íntegra:

Texto: Fernanda Pinheiro.

Revisão: Luciana Matsunaga.

Leia mais notícias...

Você deve logar para postar um comentário.