Leia mais notícias...

Destaque

“As doações chegaram na hora certa, quando já faltava o alimento”, diz mãe assistida pela Villa Cristã

03/05 | Editado por: Ana Cristina Sampaio Alves
Este post já recebeu 297 views
Baixe este post em PDF

Pelo segundo mês consecutivo, 40 famílias acompanhadas pela Villa Cristã, em Águas Lindas de Goiás, receberam cestas básicas de alimentos e kits de higiene para ajudar na proteção da Covid-19, além – para surpresa e alegria de todos – de dois novos itens que foram incluídos nas doações: máscaras caseiras e fraldas infantis.

A entrega dos produtos teve início na quinta-feira (30/4) e terminou no sábado (2/5), com uma sistemática de entrega segura, sem aglomeração, para atender às recomendações dos órgãos de saúde.

“Ficamos muito felizes, porque as doações chegaram na hora certa, quando já estava faltando alimento em casa”, relata Benagilda Dias dos Santos, 47 anos.

Com sete filhos, ela e o marido enfrentam o desemprego provocado pela pandemia. “Vivo da solidariedade de pessoas como vocês”, diz, referindo-se ao trabalho dos voluntários.

“Tem muita gente aqui em casa pra alimentar e essas cestas ajudam muito. Somos trabalhadores, mas estamos desempregados”, explica.

 “Os itens chegaram na hora certa, pois o alimento já estava acabando. Agradeço muito à Villa”, endossa Julianne Pereira Silva, 27 anos, outra mãe assistida

Máscaras e kits

Benagilda conta que recebeu também com alegria as máscaras e os kits de higiene, pois trazem mais segurança para a família.

“Agora a gente vai poder se proteger mais, fazer a higienização das mãos, limpar a casa. Não temos recursos para comprar os produtos de limpeza e a Villa Cristã fez essa caridade de doar. Eu sou muito grata. Que Deus abençoe todos vocês”, agradeceu, comovida.

As fotos tiradas no momento da entrega mostram também o contentamento das mães que receberam o pacote com 38 fraldas infantis.

 O momento exige solidariedade

As doações foram feitas com participação de diretorias da Villa e da Comunhão Espírita de Brasília, de grupos de voluntários das duas Casas e da Associação Médico Espírita do Distrito Federal (AME-DF).

A confecção das máscaras – que passaram ser produtos obrigatórios nessa fase da pandemia – envolve o trabalho de seis voluntárias dos grupos de costura e artesanato, coordenados pela Diretoria de Promoção Social (DPS) da Comunhão.

“Amai-vos uns aos outros”

A vice-diretora de Infância e Juventude da Villa Cristã, Sylvia Silva, destaca o caráter emergencial da pandemia que, ao agravar o estado das famílias em situação de vulnerabilidade social, exige de todos uma atitude mais humana e solidária.

“Nesse momento que passamos, é importante nossa solidariedade e nossa união em prol das famílias assistidas da Villa Cristã, que tanto amamos. E nada melhor que fazermos o que nos ensinou Jesus: “Amai-vos uns aos outros, como eu vos amei”, convida a dirigente.

 Alegria de servir  

Na mobilização dos grupos para as doações, as tarefas são planejadas e distribuídas entre os voluntários.

Sylvia e as irmãs Alanny e Evelinny Malvignier, por exemplo, ficaram encarregadas de comprar os produtos de higiene e separá-los nos saquinhos, para formar os kits. No final, todos participam da cotização do valor.

”O dia de fazer as compras é de muita alegria, pois essa é uma forma singela de enviar um pouquinho do nosso carinho e do nosso acolhimento a essas famílias, com as quais já convivemos há algum tempo, mas que agora, infelizmente, estamos distanciados devido à pandemia”, assinala Alanny.

Amor que gratifica 

É verdade que quem visita a Villa fica “caidinho” de amor por ela? Foi exatamente o que aconteceu com Evelinny Malvignier,  que passou a integrar a equipe da Diretoria de Infância e Juventude (DIJ) no início deste ano. “No primeiro dia que comecei a interagir com as crianças, já me apaixonei pela Villa, conta.

“Como voluntária, posso dar atenção e oferecer amor às crianças, o que é muito gratificante, pois todo amor que tento dar volta para mim em dobro”, festeja a jovem de 28 anos, encorajando o voluntariado.

Como doar

As doações podem ser entregues no Almoxarifado da Comunhão Espírita de Brasília, que funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h; e aos sábados, das 9h às 15h.

Quem precisar de mais informações, pode enviar e-mail para comunhao.dps.secretaria@gmail.com.

Por Arlinda Carvalho.

Leia também:

Solidariedade em tempos de pandemia: voluntárias produzem máscaras para famílias assistidas pela Comunhão.

Doações de voluntários ajudam famílias em Águas Lindas de Goiás a enfrentar a pandemia  

Leia mais notícias...

Você deve logar para postar um comentário.