Leia mais notícias...

Destaque

Em Live, Geraldo Campetti convida espíritas para a renovação íntima 

27/04 | Editado por: Ana Cristina Sampaio Alves
Este post já recebeu 308 views
Baixe este post em PDF

Qual o tempo ideal para a nossa renovação íntima? Como implementar um roteiro seguro que transforme de verdade nossas vidas?

 Essas questões foram abordadas na Live Tempo de Renovação, realizada no sábado (25), pelo orador e vice-presidente da Federação Espírita Brasileira (FEB) Geraldo Campetti. O encontro virtual foi transmitido pelo canal da Comunhão Espírita de Brasília no YouTube.

Ao iniciar a exposição do tema, ele recorreu a duas passagens do Velho Testamento, citadas em Isaías (60:1): Levanta-te, resplandece, porque vem a tua luz, e a glória do Senhor vai nascendo sobre ti; e em Eclesiastes (3: 1-8), cujo   primeiro versículo diz: Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.  

Para justificar a escolha das duas passagens bíblicas, Campetti lembrou que a reencarnação é uma grande oportunidade que temos para nos melhorar e fazer brilhar a nossa luz.

“E quando é esse tempo? É todo dia, é toda hora, é todo minuto, pois o objetivo maior do ser humano aqui na Terra é a sua renovação”.

Perfeição relativa

A live foi um estudo do capítulo 3, intitulado “Renovação”, da obra “Estudando o Evangelho”, de Martins Peralva, e das questões 132 e 167, do Livro dos Espíritos, que abordam o objetivo da encarnação e da reencarnação, respectivamente.

“O Espírito da Verdade vai responder a Kardec que todos estamos aqui na Terra para atingir a perfeição. É uma perfeição relativa, pois ainda nos encontramos em estado de evolução”, explicou o dirigente.

O que está faltando?   

Geraldo Campetti disse que as experiências proporcionadas pela reencarnação nos ajudam a evoluir, e são consequências da Lei de Causa e Efeito. “É através das provas e dos vínculos com o passado que podemos traçar uma trajetória mais adequada”.

 Ele lembrou que nós temos um exemplo a ser seguido. “Jesus veio com a missão de ser o guia da humanidade. Por isso, ele continua no leme e que ver brilhar a nossa luz”, assinalou, reforçando a todos o convite para a renovação.

“O que está faltando para que a nossa luz brilhe?”, questionou.

Herdeiros divinos  

Interagindo com os internautas que acompanhavam a live, o orador espírita observou que a renovação íntima nos permite adquirir “a titularidade de filhos de Deus”, cujas leis estão em nossa consciência, como coloca a questão 621 do Livro dos Espíritos.

“A renovação é difícil, complexa, cheia de obstáculos e percalços, mas é perfeitamente possível. Vamos pensar nisso”, convidou, lembrando que “Deus atende às nossas necessidades de evolução, e não aos nossos caprichos”.

O tripé da renovação  

Após discorrer sobre a necessidade da renovação interior, Campetti ofereceu um roteiro de como ela pode ser colocada em prática.

“É preciso primeiro ter boa vontade, mas não basta querer, tem que agir”, frisou.  Mas como? Estabelecendo um programa baseado no tripé:  estudo, meditação/prece e trabalho.

Estudo: conhecimento que liberta   

“O estudo nos traz o conhecimento, que promove a transformação. Quando fazemos uma leitura, nos sentimos tocados”, disse o palestrante.

Meditação e prece: sintonia com o divino  

Já a meditação facilita o recolhimento no silêncio de nossa intimidade. ”Aos poucos, com a prática, vamos percebendo a presença divina no nosso coração, o que nos traz paz e serenidade”.

Nas horas difíceis, e em todas as horas, a oração é um recurso valoroso. “A prece nos fortalece, nos dá bom ânimo e nos torna melhores, pois nos aproxima de Deus”.

Trabalho: o amor em ação 

Sobre o trabalho – o terceiro tripé para ajudar a colocar em prática o nosso programa de renovação interior – ele disse que devem ser considerados os aspectos material, espiritual e moral.

Segundo ele, é nesse terreno onde colocamos o amor em ação e desenvolvemos o sentimento de fraternidade, bem como as qualidades necessárias à nossa evolução.

“Para que esse programa de renovação íntima funcione, é preciso que ele tenha eficiência, eficácia e efetividade”, sublinhou, recorrendo ao princípio dos “3 Es” da administração pública.

Prática valiosa  

O palestrante sugeriu uma prática valiosa: no final do dia, antes de dormir, podemos fazer a nós mesmos três perguntinhas básicas: O que eu fiz de bom hoje? O que eu aprendi de novo neste dia? Eu vivi com alegria?

“A Boa Nova é uma mensagem alegre, de amor a Deus, ao próximo e a nós mesmos”, recordou.

Não desperdicemos o tempo

Campetti disse que o espiritismo promove a renovação do indivíduo e nos oferece um roteiro seguro de transformação. Por isso, não podemos perder tempo.

“É tempo de aproveitar, de viver em harmonia com todos, de tomar decisões seguras e de retomar o caminho, se nos equivocamos”, concluiu.

  Texto: Arlinda Carvalho

Clique na imagem abaixo para assistir à Live:

Leia mais notícias...

Você deve logar para postar um comentário.