Leia mais notícias...

Destaque

Não existem pessoas erradas próximas a você

23/04 | Editado por: Ana Cristina Sampaio Alves
Este post já recebeu 153 views
Baixe este post em PDF

Jesus é refúgio, mestre, amigo, médico da alma, irmão mais velho. Ele nos convida para a bondade e para a conquista moral. Foi a partir dessa diretriz que Enô Souza e Hebert Tavares, do Programa de Adaptação à Doutrina Espírita (Pades), conversaram com os seguidores da Comunhão no YouTube sobre o tema “Jesus, me perdoa”.

Hebert explicou que “Jesus nos chama para que a nossa fé não fique restrita à teoria, mas que seja vivenciada. Ele aponta os melhores caminhos que devemos seguir, cabe a nós escutar”.

Os palestrantes comentaram a importância de pôr em prática os ensinamentos de Jesus: vivenciando, sentindo, se entregando, abrindo o coração. “Quando Jesus vem com sua missão na terra, é para as pessoas aprenderem sobre o Deus amoroso e misericordioso. O objetivo é nos orientar para o caminho do bem”, disse Enô.

A necessidade do perdão vem com a mágoa. Se não fica magoado, não há por que pedir perdão ou perdoar. O ideal, segundo Hebert, é ligar a mente nos acertos e não focar nos erros.

“A vida não fica melhor mudando as pessoas ao seu redor, mas mudando a você mesmo. Não existem pessoas erradas próximas a você. Estamos com as pessoas certas. Não cobre demais de si nem dos outros. Todas as pessoas que chegam na nossa vida são as certas, por mais difíceis que elas sejam”, destacou o palestrante.

Para isso, a recomendação é que a vida seja levada de forma mais leve e com bom humor. “Lembre somente daquilo que te traz esperança. Sofrer pelo futuro só traz o velório antes do tempo. Viva em paz o agora. É isso que Jesus nos ensina, a leveza que a vida tem”, complementou.

Enô lembrou que todos nós, um dia, chegaremos a um nível de elevação como o de Jesus, de acordo com a Lei do Progresso. Por isso, é necessário o estudo, o autoamor e a autoaceitação. “Nós temos uma centelha da divindade em nós. A evolução acontece quando estamos dispostos e com vontade”.

Fé e boas atitudes são os vetores capazes de mudar a vida. “Quando aprende esse caminho, você muda. É nas pequenas coisas”, reforça Souza.

As falhas e as angústias sempre existirão, mas é possível olhar para as imperfeições e aprender a melhorar. “Aquele que entende os princípios da caridade, do amor, da igualdade e da justiça, começa a ter uma vida mais leve. Jesus é nosso guia e nosso modelo”.

Os oradores concluem dizendo que uma vida plena e feliz depende do que está sendo plantado no dia a dia.

Livro recomentado: Médico Jesus, de Jose Carlos de Lucca.

Por Nicole Guimarães.

Leia mais notícias...

Você deve logar para postar um comentário.