Leia mais notícias...

Destaque

Deixar a energia fluir em tempos de quarentena

15/04 | Editado por: Ana Cristina Sampaio Alves
Este post já recebeu 239 views
Baixe este post em PDF

Foi com a frase “Reconstrução é invenção” que Jacob Melo, palestrante espírita especialista em magnetismo, iniciou uma conversa on-line com seguidores da Comunhão Espírita, realizada dia 12 de abril no canal do Instagram. O palestrante trouxe para reflexão o tema “Reconstrução energética em tempos de quarentena”.

A energia, segundo o potiguar, tem origem em diversas formas: direto da energia elétrica, do magnetismo em torno da energia elétrica, do dispêndio de força que se faz para movimentar objetos e a da alma, por exemplo.

“Para reconstruir nossa energia, é necessário aproveitar melhor o nosso tempo. Muitas vezes, gastamos energia de forma indevida. Mesmo no trabalho sério, às vezes, perdemos tempo porque direcionamos nossa energia para situações que não fazem parte do trabalho que precisamos desempenhar”, destacou.

O uso do tempo é questão chave para Jacob, que também lembrou a importância de usá-lo de forma sábia. “É necessário utilizar a energia para o bem, fazendo uso mais apropriado do tempo. Dessa forma, naturalmente, a pessoa sai da zona de precisar se reconstruir o tempo inteiro”.

Orar de verdade, evitar comparações negativas, sorrir mais, admirar o comportamento das crianças, exercitar virtudes, meditar, emitir bons fluidos, ler bons livros, assistir filmes e assistir palestras são algumas ações recomendadas pelo palestrante que auxiliam na elevação da energia.

Sobre o atual momento de pandemia, comentou que “o distanciamento de hoje é para construirmos melhor nossas relações e reanalisar as circunstâncias em que vivemos. Esse momento, embora pareça distanciar, está proporcionando que várias pessoas se comuniquem e se aproximem”.

São as mudanças que nos induzem à reconstrução. “Se a gente não se reajusta, a gente não se encontra. Não se encontrando, a gente começa a fazer trocas ruins. Trocamos o belo pela novidade e a novidade passa rápido. E aí o belo não volta pra nossa vida. O amor, pela paixão. E a paixão passa”, comentou.

Em relação aos impactos do coronavírus, Melo analisou que tem uma ação muito forte, mas que, ao mesmo tempo, está trazendo benefícios para a sociedade. Como exemplo, citou o caso dos Estados Unidos e da China, que agora estão mutuamente se ajudando.

Perguntado sobre como ficar bem em ambientes nocivos, enfatizou que a melhor forma é ser a pessoa “diferente” no contexto. “Não podemos nos preocupar com quem esteja preocupado por você estar iluminado. Ilumine-se para iluminar o meio”.

Deixar a energia fluir pode trazer muitos resultados positivos nesse momento de pandemia. “Possibilidade de meditar por alguém, se movimentar mesmo em espaços pequenos, escrever mais, corresponder-se com mais gente. Não criar barreiras, tem que se movimentar”.

A mensagem final do palestrante para os espectadores foi para que não pensem esse período como de isolamento, e sim como uma oportunidade de convívio. “Não estamos presos, apenas estamos voltando ao nosso mundo. Nele, podemos crescer muito”.

Por Nicole Guimarães

Para assistir à íntegra da Live, clique no link abaixo:

Leia mais notícias...

Você deve logar para postar um comentário.