Leia mais notícias...

Destaque

Doações de voluntários ajudam famílias em Águas Lindas de Goiás a enfrentar a pandemia  

13/04 | Editado por: Ana Cristina Sampaio Alves
Este post já recebeu 481 views
Baixe este post em PDF
Um gesto de solidariedade de voluntários da Villa Cristã (em Águas Lindas de Goiás) e da Comunhão Espírita de Brasília fez chegar a 40 famílias carentes da comunidade cestas básicas de alimentos, kits de higiene para ajudar na proteção da Covid-19 e kits infantis, com gravuras de passagens bíblicas para a criançada colorir.

Para evitar aglomerações, a entrega das doações foi feita individualmente para cada família, a partir do dia 1º de abril, com data e hora marcadas. Essa sistematização foi necessária, já que a Villa Cristã também está com as atividades suspensas, para evitar a disseminação do novo coronavírus.

“Tudo foi feito de forma organizada, seguindo as recomendações dos órgãos de saúde” explica a diretora de Promoção Social da Villa, Jucélia Ferreira.

Olhar para o outro

Jucélia Ferreira destaca que a iniciativa, além de amenizar os efeitos da pandemia no cotidiano das famílias, fortalece a relação entre o Comitê Gestor da Villa Cristã, os trabalhadores voluntários e as famílias assistidas.

 “A atitude mostra que, nesses momentos de dificuldades e incertezas, a Villa Cristã está junto da comunidade, apoiando as famílias e mostrando, na prática, que somos uma grande família. Por isso, a união e a solidariedade são tão importantes”.

Corrente do bem  

A ideia partiu da vice-presidente da Villa, Maria Tereza, que imediatamente recebeu apoio de gestores da Villa, da Comunhão Espírita de Brasília e dos grupos de voluntários.

 Estava formada a corrente do bem, com participação das Diretorias de Promoção Social (DPS), Administrativa e Financeira (DAF), Estudos Doutrinários (DED) e Infância e Juventude (DIJ).

As próximas etapas consistiram em realizar o levantamento das famílias cadastradas, elaborar a lista dos produtos, apresentar o orçamento, ir às compras, montar as cestas e os kits e, finalmente, agendar a entrega.

Relato

Entusiasmada com a iniciativa, a voluntária Cristine Pelicano de Azevedo foi quem acompanhou a dirigente Maria Tereza  (na foto, com máscara) no dia da entrega das doações.

 “Procuramos ter todo cuidado com a saúde, usamos máscara, álcool em gel, tudo direitinho. Também observamos as ruas vazias e muitos comércios fechados, mostrando que mesmo os mais desfavorecidos privilegiam o cuidado com a vida”, relata, emocionada, reforçando a necessidade que as famílias impossibilitadas de trabalhar têm de receber o apoio e a solidariedade de quem se encontra em melhores condições.

Produtos de higiene    

 Tassiane Nunes Garcia (Tatá), diretora de Infância e Juventude da Villa, foi um das que abraçou a ideia e mobilizou os voluntários por WhatsApp para cotizar o valor dos kits de higiene e do material pedagógico.

Os kits de higiene, entregues com as cestas básicas, continham 8 tipos diferentes de produtos: sabão de coco, sabonete, sabão em pó, água sanitária, papel higiênico, detergente, escova de dente e creme dental.

 Assim, as famílias poderão se cuidar melhor, já que a higienização das mãos e das superfícies é fundamental para evitar a contaminação do novo coronavírus.

“Estamos com muitas saudades das crianças e das famílias da Villa. Essa foi uma iniciativa muito bonita que pretendemos manter na medida do possível, enquanto perdurar essa situação delicada de pandemia”, destacou Tatá.

 Perfil das famílias     

As famílias que receberam as doações são aquelas cadastradas na Villa e que participam assiduamente das atividades da Casa. Todas estão em situação de vulnerabilidade social, sem trabalho e renda.

“Todas que estão nessas condições tiveram suas vidas impactadas pela pandemia. Muitas trabalham na informalidade e, agora, estão sem trabalho e renda, outras perderam os empregos e não têm como sustentar suas famílias, nem podem comprar materiais de higiene para se proteger da Covid-19”, sensibiliza a diretora Jucélia Ferreira.

Participe desse movimento!      

A intenção é aumentar a quantidade de cestas e kits para beneficiar um maior número de famílias da Villa Cristã. Mas para isso, é preciso que mais voluntários participem dessa corrente do bem.

A vice-presidente da Villa Cristã, Maria Tereza Carvalho, adianta que as doações (principalmente de cestas básicas ou produtos de higiene) podem ser entregues no Almoxarifado da Comunhão Espírita de Brasília, que funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h; e aos sábados, das 9h às 15h.

Mensagem 

Como incentivo a todos que buscam alento para enfrentar esses momentos delicados, a dirigente Tassiane deixa uma mensagem:

“Que possamos nos unir mais em família e, com o isolamento social, aprender a olhar para dentro de nós mesmos, cuidar ainda mais de nossos familiares, desenvolver solidariedade, compreender o essencial à vida e a importância do próximo. Como nos ensina a Doutrina Espírita: “Fora da caridade não há salvação”.

 Texto: Arlinda Carvalho

Leia mais notícias...

Você deve logar para postar um comentário.