Leia mais notícias...

Geral

Celebração dos 59 anos de fundação da Comunhão transbordou amor e gratidão

20/01 | Editado por: Ana Cristina Sampaio Alves | Atualizado por: Nicole Guimarães
Este post já recebeu 778 views
Baixe este post em PDF

Sorrisos saudosos, lágrimas e boas lembranças. Foi com muita emoção que a Comunhão Espírita de Brasília celebrou seus 59 anos de fundação, completados no último dia 16.

O Coral Elos de Luz harmonizou o ambiente, entonando canções de paz e tocando os corações do público presente. Adilson Mariz e Maria Luiza Bezerra, presidente e vice-presidente da Casa, abriram o evento.

“Antes de ser construída, a Comunhão já existia no plano espiritual com o nome de Casa do Caminho. São 59 anos de acolhimento e gratidão àqueles que iniciaram essa caminhada de amor”, comentou a vice-presidente.

“Aprendemos diariamente a ser feliz” 

Adilson Mariz lembrou que, na Comunhão, aprendemos diariamente a ser feliz. “Conhecer a Doutrina Espírita nos liberta, dá sentido à nossa existência. Sabemos que a vida lá fora é brutal, mas aqui buscamos ter Jesus nos nossos corações”, disse.

“Os construtores foram verdadeiros apóstolos de Jesus” 

Germana Carsten realizou palestra sobre as histórias que os fundadores contaram, a partir do documentário “Construtores”, da produtora Vida, e vídeo da comemoração de 50 anos da Casa.

“Foram verdadeiros apóstolos de Jesus que ergueram esta casa. No documentário “Construtores”, temos grandes personagens que contam como o trabalho da Comunhão começou. Os espíritas de Brasília foram convocados através do jornal, por exemplo”, analisou a palestrante.

O evento foi encerrado com lindas mensagens mediúnicas e música em homenagem à fundadora Irene Carvalho.

“A Comunhão não para, não”. Já dizia Chico Xavier.

Confira a gravação do evento no nosso canal do Youtube!

 

Acompanhe a nossa agenda e não perca os eventos comemorativos de Rumo aos 60 anos da Comunhão Espírita de Brasília.

Texto: Nicole Guimarães.

Leia mais notícias...

Você deve logar para postar um comentário.