Leia mais notícias...

Geral

Palestra de Divaldo Franco aborda depressão e atrai público de 5 mil pessoas

14/11 | Editado por: Nicole Guimarães
Este post já recebeu 1.001 views
Baixe este post em PDF

A Comunhão Espírita de Brasília viveu no sábado (9/11) uma espécie de “apoteose” nos preparativos para o seu aniversário de 60 anos, a ser celebrado em 2021. Um público estimado em 5 mil pessoas reuniu-se com a mesma expectativa:  assistir à palestra do médium Divaldo Franco, o Embaixador da Paz no Brasil e no mundo e um dos apóstolos de Cristo em tempos atuais.

Cerca de 800 pessoas lotaram o auditório Bezerra de Menezes, no térreo, e mais sete salas de aula, no 1° andar, para a grande atração da noite. Na Internet, os canais da Comunhão e da Mansão do Caminho no Youtube, no Facebook e no Twitter transmitiram o evento ao vivo e registraram a presença de mais de 4 mil internautas. O Coral Elos de Luz harmonizou o ambiente, entonando canções de paz e destacando a missão do Brasil como Coração do Mundo e Pátria do Evangelho.

Às 20h, o momento mais esperado. A cerimonialista Waleska Maux chamou ao palco o convidado de honra e um dos propagadores da mensagem de Jesus pelo Planeta. O semblante jovial e alegre do palestrante de 92 anos contagiou o ambiente, testemunhando a lucidez e a leveza que caracterizam os verdadeiros arautos do Mestre Jesus.

Com Divaldo, compuseram a mesa da cerimônia o presidente da Comunhão Espírita, Adilson Mariz; o presidente da Federação Espírita Brasileira (FEB), Jorge Godinho; o presidente da Federação Espírita do Distrito Federal, Paulo Maia; o senador Eduardo Girão e o palestrante Raul Teixeira.

Na plateia, algumas autoridades brasileiras, entre elas o ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Luiz Philippe Vieira, além de dirigentes da Comunhão e outros trabalhadores espíritas, como a palestrante Mayse Braga.

Divaldo Franco iniciou sua fala alertando para as causas e as consequências da depressão, doença que afeta 300 milhões de pessoas no mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Considerada o mal do século XXI e a principal causa do suicídio, a doença deve ser tratada de forma multidisciplinar, levando em consideração os aspectos genéticos, fisiológicos e espirituais. Daí a razão da escolha do tema pelo palestrante.

“Não há doenças, há doentes” 

Que doença é essa que rouba a alegria de viver e o sentido da existência?

Divaldo assinalou que a causa do desequilíbrio emocional está relacionada aos conflitos existenciais e às experiências do indivíduo como ser imortal. “Não há doenças, há doentes. A doença é uma advertência do organismo chamando a nossa atenção para que algo não está bem”, disse.

 “O sentido da vida é amar” 

Do ponto de vista espiritual, segundo ele, o maior antídoto para os desequilíbrios da alma é o amor. “A nossa vida deve ter um sentido e esse sentido é amar. Quem ama não adoece”, disse o médium.  Por isso, devemos pensar bem e agir no bem, tendo o Cristo como bússola.

“Nós somos o efeito daquilo que praticamos. Faça hoje todo o bem que puder”, orientou o médium.  Segundo ele, o momento atual do Planeta não exige “salvadores do mundo”, mas, sim, o compromisso de cada com a própria evolução espiritual.

“Há muitas pessoas preocupadas em salvar o mundo. Iluminem-se!”, aconselhou, para explicar que a mudança começa no íntimo de cada um.

“Vamos orar, vamos falar de coisas boas” 

Para finalizar sua palestra — marcada por um rico recorrido no tempo e na História —, Divaldo fez um alerta aos espíritas. Ele disse que é preciso enfrentar com serenidade e tolerância a onda de negativismo que ronda o Brasil e o mundo neste momento de grandes transformações.

“Só há respeito quando mantemos a dignidade em relação ao outro. A minha liberdade tem limite, é a fronteira da liberdade do outro. Vamos orar, vamos evitar comentários que excitam, vamos falar de coisas boas, vamos mudar de psicosfera”.

Foi assim, envolvido por essa atmosfera de amor, paz e fraternidade, que o médium Divaldo Franco se despediu da Comunhão Espírita de Brasília, que o espera em 2021, em mais um clima de festa, para comemorar os 60 anos da Casa. O convite está feito.

 

Texto: Arlinda Carvalho, Fernanda Pinheiro e Nicole Guimarães

Fotos: Vanessa Vieira e Ana Morelli.

Assista a íntegra da palestra no canal Youtube da Comunhão: https://www.youtube.com/watch?v=gXEJp1NhPGQ

 

Leia mais notícias...

Você deve logar para postar um comentário.