Leia mais notícias...

Geral

Livro traz relatos inéditos de Chico Xavier no mundo espiritual

02/10 | Editado por: Ana Cristina Sampaio Alves
Este post já recebeu 396 views
Baixe este post em PDF

Quem teve o privilégio de conviver com Chico Xavier tem muitas histórias para contar e encantar. O médium mineiro e trabalhador espírita Enézio de Paulo, 84 anos, é uma dessas pessoas. Ele desfrutou durante mais de duas décadas da companhia de Chico em Uberaba (MG). Essa experiência com o apóstolo do espiritismo e de Cristo resultou em uma herança bendita: exemplos de fé, amor, caridade, resignação, compaixão e humildade.

Relatos de Chico Xavier enquanto encarnado e já no plano espiritual foram trazidos por Enézio durante o lançamento do livro Lições e casos de Jesus Cristo e Chico Xavier, que ocorreu no dia 25 de setembro, às 20h, na Comunhão Espírita de Brasília.

A obra, psicografada por Enézio, é de autoria do espírito Ondina Moitinha Vieira. Ambos trabalharam juntos em Minas Gerais, ao lado de Chico. Ao final da apresentação, houve uma sessão de autógrafos, no hall de entrada da Comunhão.

A obra psicografada traz 41 lições selecionadas pelo espírito de Ondina, com ensinamentos do Mestre e outras relatando encontros que teve no mundo espiritual com o amigo Chico Xavier e com Dr. Bezerra de Menezes.  Em um desses encontros, Ondina descreve a surpresa agradável que teve ao se deparar com o eterno amigo e companheiro de ideal.

Sabedoria de Chico: ensinando o “feitiço” do amor    

Segundo Enézio, um relato marcante narrado pelo espírito Ondina foi contado pelo próprio Chico, no plano espiritual. “Certo dia, o Chico estava indo para o seu trabalho na Fazenda Modelo quando foi interpelado por um homem que trabalhava na roça e portava facão e foice. Ele contou para o Chico que a sogra era um “demônio” e que ela e a mulher infernizavam a vida dele. Por isso, estava pensando em matar a sogra. E pediu conselho ao Chico”, contou Enézio, para continuar:

“O Chico o aconselhou a pegar na roça uns quiabos, uma abóbora e uma galinha, fazer um angu e dar para a sogra. Todos os dias ele deveria colher alguma coisa na roça e levar para ela”, prosseguiu Enézio.

Passado algum tempo, o homem cruzou com o Chico e o agarrou pelo braço.

“Chico pensou que o homem iria lhe bater, mas, pelo contrário, ele disse: Seu Chico, não sabia que o senhor era feiticeiro, porque o feitiço que o senhor fez mudou a minha sogra da água para o vinho. Hoje estou feliz, até gostando dela. Obrigado, seu Chico, quando eu precisar de outro feitiço procuro o senhor. Chico contou que nunca se sentiu tão feliz por ser chamado de feiticeiro”, disse Enézio, arrancando risos da plateia.

Encontro espiritual com Bezerra e Chico Xavier  

Em outro relato, o espírito de Ondina conta que todos em sua colônia estavam radiantes porque iriam receber a visita de companheiros de outras colônias espirituais mais avançadas. Eles iriam proferir palestras e outros ensinamentos profundos.

Tal foi a surpresa de todos ao viram subir no púlpito a figura de Dr. Bezerra de Menezes, acompanhado de Eurípedes Barsanulfo e de Chico Xavier, entre outros, irradiando grande luz. “A alegria foi geral quando Chico, sorridente e feliz, acenou para nós, distribuindo muitos beijos”, conta Ondina, no livro psicografado por Enézio de Paulo.

Um “Cisco” a serviço de Deus   

Em seguida, ela e um grupo escolhido foram para uma pequena reunião. “Chico, como sempre, com muito amor e paciência, respondia às perguntas dos companheiros, que eram diversas, inclusive sobre política no Brasil e no mundo. Chico com a sua sapiência, respondia a todos usando sempre as suas sábias palavras”, relata Ondina.

Em outra passagem, a autora espiritual menciona que Chico, ao vê-la, disse que continuava sendo o mesmo “cisco” de antes — um cisco a serviço de Deus, ressalva a autora, em uma das passagens do livro.

Um caso de ódio e a importância do perdão  

Outro relato: Chico no plano espiritual consola uma jovem que estava no departamento reencarnatório preparando-se para voltar à Terra. Ela gritava, recusando o plano de sua futura reencarnação: teria cegueira de nascença. Chico se aproximou da jovem e logo a reconheceu. Quando encarnada, morava com a mãe em Pedro Leopoldo, cidade onde Chico nasceu.

Chico explicou que as duas eram inimigas do passado e a jovem fez uso de medicamentos para cegar a mãe e ser ver livre das surras que recebia quase diariamente. Depois de relembrar a história, Chico consolou a jovem, com sua voz amorosa:

Minha filha, não se revolte. Aceite com amor as leis de Nosso Pai que são justas e eternas. Você terá muitos benefícios nesta nova encarnação (…) será filha novamente de sua mãe, que saberá acolhê-la com carinho, ternura e amor, principalmente porque você voltará sem a visão. (…) Então nosso Mestre Jesus nos afirma sempre que é preciso reconciliar com os nossos inimigos e amá-los.

Ouvindo a voz tão doce de Chico, a jovem entendeu o propósito e respondeu que aceitaria retornar naquelas condições, pois precisava do perdão de Deus.

Quer conhecer outras histórias?

livro Lições e Casos de Jesus e de Chico Xavier está à venda na Livraria Mário de Carvalho. A renda será revertida para o laboratório de fitoterapia, coordenado por Enézio de Paulo, que atende gratuitamente de 6 a 7 mil pessoas por ano, em Uberaba.

 Sobre o médium Enézio de Paulo

Nasceu em 27 de julho de 1935, em Ibiá (MG). Formado em Eletrônica e Telecomunicações, trabalhou por 30 anos na Companhia Elétrica de Minas Gerais (CEMIG). Após a aposentadoria, formou-se em Fitoterapia pela Universidade de São Paulo. Iniciou seu trabalho espírita depois de receber orientação de Chico Xavier, em 1978. A pedido deste, fundou, em 1985, o Grupo Espírita Maria de Nazaré, em Uberaba (MG), para trabalhar com medicamentos fitoterápicos, tarefa que exerce até hoje.

Sobre Ondina Moutinho Vieira (espírito)

Nasceu em 9 de setembro de 1933, em Araguari (MG) e desencarnou em 28 de novembro de 1987. Com espírito de caridade e serviço, dedicou seu tempo ao atendimento dos necessitados e às atividades do Centro Espírita Caminho da Luz, em sua cidade natal. Antes de desencarnar, recebeu a visita do amigo Chico Xavier. No mundo espiritual, por intermédio da psicografia de Enézio, relatou encontros com Chico e dr. Bezerra de Menezes no livro Lições e Casos de Jesus e Chico Xavier.

Texto: Arlinda Carvalho

Fotos: Rodrigo Castro

Leia mais notícias...

Você deve logar para postar um comentário.