Leia mais notícias...

Eventos

Alunos da Comunhão apresentam seminários e esbanjam criatividade

01/07 | Editado por: Fernanda Pinheiro | Atualizado por: Cleber Mitchell de Lima
Este post já recebeu 227 views
Baixe este post em PDF

Um voo inusitado feito por uma empresa nada convencional, a Spirit Airlines, embarcando viajores da última hora com destino ao Plano Espiritual e escala na “Colônia Regeneração God”. A peça teatral, encenada com muita criatividade por alunos da Comunhão Espírita de Brasília, foi uma das apresentações que marcaram a Semana de Seminários promovida pela Diretoria de Estudos Doutrinários (DED) e realizada nos dias 17, 18, 19 e 22 de junho, no Auditório Bezerra de Menezes.

A cerimônia de abertura do evento contou com a participação do presidente da Casa, Adilson Mariz, e de dirigentes do DED. Com arte e entusiasmo, os estudantes levaram ao palco os ensinamentos de Jesus com base em obras de autores espíritas.

 

 

 

 

 

 

No primeiro dia (7/6), foi apresentada uma peça teatral baseada no livro “O Que Fazemos Neste Mundo?”, de autoria do escritor espírita Richard Simonetti (1935-2018). Coordenada por Regina Borges, dirigente do Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita (ESDE) 4, a peça trouxe a beleza da poesia de Maria Dolores (1900 – 1959), contida no livro de Simonetti, e uma bela cena do mundo espiritual: o autor e a poetisa Maria Dolores tomam chá no “Divino Café” enquanto assistem à apresentação dos alunos da Comunhão.
A mensagem destacou a importância de entendermos o sofrimento como uma condição de seres humanos em evolução e habitantes de um Planeta de provas e expiações. O ensinamento de Jesus “Bem-aventurados os que sofrem, porque serão consolados” resume a mensagem central da obra escolhida para estudo.

Histórias de vida e de resignação por trás da arte

 

 

 

 

 

 

A peça encantou o público, que lotou o Salão Bezerra de Menezes. O ambiente foi invadido por palmas, risos e muita reflexão sobre o verdadeiro sentido da vida. De repente, uma linda voz cantando Ave Maria, de Schubert, desponta na ponta extrema do salão em direção ao palco. Todos se curvam para apreciar a mezzo-soprano Edielza Figueiredo, aluna do ESDE.

Autodidata, ela impressionou com o timbre e a interpretação. A cantora, que era evangélica e perdeu um filho em 2013, conta que encontrou consolo na Doutrina Espírita. “Hoje cantei em homenagem a Maria e ao meu filho”, disse, emocionada.

Poema “Agradeço, Senhor”

No final, a dirigente Regina Borges também surpreendeu e emocionou a plateia ao recitar o poema “Agradeço, Senhor, de Maria Dolores, psicografado por Chico Xavier. “Eu sempre gostei de poesia e adoro recitar poemas de autores espíritas. Eu me identifico demais com essa forma de expressão”, afirmou Regina, no final da apresentação.

Viajores de última hora

Na terça-feira (18/6), foi a vez de os alunos do ESME 1 (Estudo da Mediunidade, fase inicial) apresentarem o livro Diretrizes de Segurança- Mediunidade, escrito por Divaldo Franco e Raul Teixeira. Sob coordenação de Jucélia Ferreira, o grupo reproduziu o ambiente de um aeroporto, com uma aeronave para lá de especial e uma viagem empreendida pela agência Spirit Airlines (olha ela de volta..). Os passageiros? viajores de última hora.
No avião, os comandantes Divaldo Franco e Raul Teixeira, aeromoças, outros membros da tripulação, médiuns em desdobramento e um espírito comunicante em direção ao plano espiritual. Os viajantes receberam orientações sobre a importância da integridade moral do médium para a comunicação com os desencarnados e o cumprimento da missão de amar e servir.

“Em caso de emergência, acionem o Comandante Maior”, orientou a tripulação. Recado dado e anotado, a ser impreterivelmente seguido por todos na vida real, por meio da oração ao Criador.

Respostas às dúvidas

Pedro Moura, aluno do ESDE, disse que se identificou com o seu personagem Wesley (o protagonista e um dos passageiros do avião), um médium iniciante no espiritismo, com vontade de aprender.

“Esses seminários são uma experiência única. Ter a chance de apresentar várias obras sobre a Doutrina Espírita é muito bom. Eu me identifiquei muito com o personagem, pois assim como ele eu também estou iniciando na Doutrina Espírita”, comparou Pedro, que foi apresentado à Comunhão no ano passado, por um amigo. Ele disse que achou interessante a “pegada” bem-humorada das falas dos personagens, abordando o tema de forma leve e divertida.

“A Comunhão traz para nós a reflexão sobre qual a nossa missão de vida. Eu tinha muitas dúvidas e agora estou encontrando as respostas”, revelou.

O valor da humildade, do perdão e da conciliação

 

 

 

 

 

 

Os seminários seguiram na quarta-feira (19/6), com apresentação do livro Tormentos da Obsessão, de Manoel Philomeno de Miranda (1876-1942), com psicografia de Divaldo Franco. Desta vez, subiram ao palco os alunos do Estudo da Mediunidade (ESME) 2, sob coordenação de Rafaela Guidi.

A encenação trouxe uma reflexão sobre a importância da prática da humildade e do amor desinteressado nas atividades do médium. E destacou que a vaidade é uma porta aberta à obsessão dos desencarnados que dele se aproximam.

A peça abordou a condição espiritual de médiuns desencarnados no umbral — apesar das boas ações que fizeram aqui na Terra — por suas más escolhas em determinadas circunstâncias da vida e por terem alimentado a vaidade (uma ilusão do ego) em função das faculdades mediúnicas.

O orgulho e a inércia espiritual também foram alguns dos sentimentos abordados, assim como o arrependimento, a culpa, o medo e, por fim, o entendimento de que a reforma íntima é o caminho a ser seguido por aqueles que escolheram o Cristo como Mestre e amigo.

“Só o perdão e a conciliação podem resolver o problema da obsessão. É preciso aprender com os erros e fazer diferente”, orientou um dos personagens.

Canção “Eu cuido de ti”

Um dos momentos mais belos e emocionantes foi quando a aluna Cristina Almeida cantou a música gospel “Eu cuido de ti”, com acompanhamento do violonista Mauro Almeida, seu marido. “Sempre gostei de cantar e já participei dos corais. É cantando que eu me expresso melhor”, disse, no final da apresentação.

Música e Evangelho

A semana de seminários foi encerrada no sábado (22/6), com o tema Espiritismo, Evangelho e Música. Sob coordenação de Sérgio Castro, os alunos do Estudo Complementar leram trechos do Evangelho de Jesus comentados, na sequência, por Sérgio Castro e enriquecidos com canções reforçando as lições do Cristo à luz da Doutrina Espírita, na voz do músico Luiz. “Uma ode ao amor”, descreveu a diretora da DED, Luciana Couto.

Ao término da apresentação, a diretora de Estudos Doutrinários, Luciana Couto, anunciou uma agradável surpresa: a presença de dr. Bezerra de Menezes, patrono da Comunhão Espírita de Brasília, percorrendo as fileiras dos assentos, lançando luz para cada um dos presentes. O quadro, presenciado pela médium Analice Thomaz, foi um “banquete de luz”, nas palavras de Luciana.

As apresentações durante toda a semana proporcionaram enlevo à alma daqueles que assistiram

às apresentações, presencialmente ou pela TV Web da Comunhão.

Texto: Arlinda Carvalho
Fotos: Karen Litwin

Leia mais notícias...

Você deve logar para postar um comentário.