Leia mais notícias...

Eventos

Jack Darsa fala sobre a missão de Kardec em sessão solene no Senado

13/05 | Editado por: Ana Cristina Sampaio Alves
Este post já recebeu 831 views
Baixe este post em PDF

Por iniciativa do senador Eduardo Girão (PODE-CE), o Senado Federal homenageou, em sessão especial, os 150 anos da morte de Allan Kardec, o codificador da Doutrina Espírita. A homenagem aconteceu no dia 13 de maio e contou com oradores do movimento espírita como Haroldo Dutra, Nazareno Feitosa, Jack Darsa e Jorge Godinho, além da escritora Célia Diniz e do ex-deputado Luiz Eduardo Bassuma.

Representando a Comunhão Espírita de Brasília, o orador Jack Darsa lembrou Jesus Cristo, que no ano 30 da nossa era iniciou sua pregação por três anos, deixando uma mensagem eterna. Ao comemorar a Páscoa judaica, Jesus se despede dos apóstolos e afirma que enviaria um consolador: o espírito Verdade. “Passados 19 séculos, Jesus escolheu um único homem para fazer frente à alteração da história da humanidade”, disse o orador, referindo-se a Allan Kardec, autor de O Evangelho Segundo o Espiritismo e O Livro dos Espíritos.

Segundo Jack Darsa, o espiritismo surge sob a responsabilidade do codificador da ciência, filosofia e religião espírita. “Ele vem trazer uma nova luz para a humanidade. Kardec, através do espiritismo, vem responder ao maior enigma da humanidade, à pergunta que filósofos e teólogos fazem até hoje: onde está a justiça de Deus?”, afirmou.

“Ao conversar com os espíritos, Kardec informa que permanecem vivos, de onde vem e para onde vão, e a razão de todos os desafios que enfrentamos em nosso cotidiano. A vida eterna não é criação do espiritismo”, sublinhou o palestrante.

Jack Darsa encerrou a sessão histórica com a prece final.

Por Ana Cristina Sampaio.

Confira no link abaixo a íntegra da sessão:

 

Leia mais notícias...

Você deve logar para postar um comentário.