Notícias sobre: ‘Notícias’

Famílias de Goiás e Distrito Federal recebem doações da Comunhão Espírita

sexta-feira, julho 10th, 2020 213 views

Baixe este post em PDF

Graças às doações recebidas, a Comunhão permanece atuando nos seus projetos de promoção social, mesmo no atual cenário de pandemia. No mês de junho, foram distribuídas 295 cestas básicas, 135 kits de material de limpeza e higiene e fraldas descartáveis.

Localizadas no Goiás e no Distrito Federal, Recanto das Emas, São Sebastião, Planaltina, Paranoá, Itapoá, Samambaia, Santo Antônio do Descoberto, Santa Maria, Estrutural, Gama, Ceilândia, Riacho Fundo II e Águas Lindas são as cidades com famílias assistidas todos os meses pela Comunhão.

Quer fazer parte desse trabalho e não sabe como? Existem três formas:

1 – Doações podem ser entregues no Almoxarifado da Comunhão Espírita de Brasília, que funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h; e aos sábados, das 9h às 15h;

2 – Doe diretamente para a conta bancária do BRB – Agência 0204, Conta 030.114-8, CNPJ: 00.307.447/0001-08;

3 – Compre livros através do delivery da Livraria Mário de Carvalho. Os pedidos podem ser feitos de segunda a sábado, das 13h às 18h, pelo telefone 3048-1818, ou pelo email livraria@comunhaoespirita.com.

Em caso de dúvidas, entre em contato no e-mail comunhão.dps.secretaria@gmail.com

Abaixo, fotos das cestas básicas e fraldas descartáveis distribuídas no último sábado (4) na Villa Cristã, em Águas Lindas de Goiás:

 



Pandemia – Nota oficial da FEB

segunda-feira, junho 15th, 2020 189 views

Baixe este post em PDF

Brasília, 4 de junho de 2020

Em virtude das recentes recomendações dos Governos estaduais e do Distrito Federal sobre a realização de atividades presenciais nas instituições religiosas, a Federação Espírita Brasileira (FEB) orienta que adotemos atitudes responsáveis e seguras, zelando pelo cumprimento da Lei de Justiça, Amor e Caridade e pelo atendimento às legislações específicas das diferentes unidades da Federação.

A FEB seguirá com as portas virtuais abertas, com vibrações, palestras diárias, atendimento ao público, estudos, mantendo, no entanto, suspenso o funcionamento ao longo deste mês das atividades presenciais. Devemos atender ao imperativo de se evitar aglomerações, mas podemos desenvolver trabalhos diversos para nosso auxílio individual e coletivo, preservando o amparo necessário aos que necessitarem.

Sugerimos, neste momento, a continuidade de ações anteriormente indicadas como medidas no atendimento espiritual que se façam necessárias, a exemplo de se realizar o culto no lar nos horários das reuniões no Centro Espírita; cultivar a leitura edificante; acompanhar palestras disponíveis nos vários canais da internet; fazer estudos em casa com a participação de familiares; realizar leituras para doentes ou pessoas com dificuldades que morem no mesmo ambiente; estudar individualmente sobre temas que possam melhorar e ampliar a compreensão do momento; orar pelos enfermos em geral; e adotar outras estratégias que possam atender melhor a realidade de cada um.

Para o âmbito do Movimento Espírita, lembramos que é fundamental que as instituições espíritas atendam às recomendações governamentais de suas localidades para a manutenção do bem-estar coletivo.

Que o mundo se encontra em conflitos dolorosos, à maneira de cadinho gigantesco em ebulição para depurar os valores humanos, é mais que razoável, é necessário. Entretanto, acima de tudo, importa considerar que devemos ser, não obstante as nossas imperfeições, um ponto de luz nas trevas, em que a inspiração do Senhor possa brilhar. (Livro Encontro Marcado, ditado por Emmanuel, psicografado por Francisco Cândido Xavier. FEB Editora)

Fraternalmente,

Federação Espírita Brasileira

 



A importância da resiliência na prática da reforma íntima

sábado, junho 13th, 2020 257 views

Baixe este post em PDF

O orador espírita Pedro Paulo Záu participou de uma Live no canal da Comunhão Espírita de Brasília neste sábado (13) para falar  sobre a resiliência e sua importância para a reforma íntima. Palavra muito utilizada na psicologia e em outras ciências, a resiliência se faz ainda mais importante atualmente devido ao contexto da pandemia em que estamos vivendo. O orador guiou os telespectadores com uma apresentação de um dos capítulos do livro “Renovando Atitudes”, e depois seguiu explicando o que é resiliência e seus conceitos a partir de vários psicólogos e teóricos. Por fim, explicou quais seus principais pilares e características que dão, a todas as pessoas, a capacidade de ser resiliente.

Amar não sofre
“Amar não sofre” é o título do capítulo 21 do livro “Renovando Atitudes”, de Francisco do Espírito Santo Neto, ditado pelo espírito Hammed. Em um trecho do livro, ele explica que “a dor tem como função resgatar as almas para as faixas nobres da vida, por onde transitam os que amam em plenitude”.

Záu defende, a partir da leitura do livro, que temos duas formas de lidar com nossos sentimentos. Uma é apenas sofrer por tudo que está acontecendo e foi feito; outra é buscar a orientação de Jesus para uma postura de aceitação do processo, que é uma oportunidade de evoluir. “A partir desse entendimento, compreendemos ainda mais a importância de sermos resilientes”, diz.

O que é ser resiliente?
Em 1807, Thomas Young trouxe o conceito de resiliência para a física e a engenharia como “um corpo submetido a forças de distensão até seu limite elástico máximo e a capacidade deste voltar ao seu estado original”. Já na psicologia, para Melillo (2008), é a “capacidade dos seres humanos de superar adversidades da vida e, além disso, saírem fortalecidos após uma situação-problema”.

Levando esta definição à luz do Espiritismo, Pedro Paulo explica que, para evoluir, progredir e sair fortalecido, também é necessário destruir o egoísmo e o orgulho. “Não tem como a gente se desenvolver espiritualmente, buscar a prática de uma reforma íntima sem o instrumento da resiliência, sem a capacidade de suportar pressões, de suportar atribulações, e depois voltar para um estado de equilíbrio”, explica.

Os pilares da resiliência
A partir de vários estudos, entende-se que a resiliência se apresenta a partir de 11 pilares (Escala de Pilares da Resiliência – EPR), extremamente importantes para o seu desenvolvimento: Autoeficácia, Empatia, Controle Emocional, Reflexão, Autoconfiança, Sociabilidade, Orientação Positiva para o Futuro, Aceitação Positiva de Mudança, Valores Positivos, Independência e Bom humor. Durante a Live, Pedro Paulo passou por todos os pontos analisando como cada um está relacionado à forma com que atravessamos o momento de tribulação e dificuldade. Usar destes pilares nos proporciona a possibilidade de sairmos mais fortes e evoluídos de toda e qualquer situação de dor ou insegurança.

Após a palestra, o psicólogo interagiu com o público e respondeu perguntas enviadas pelo Youtube da Comunhão.

Por Aline Czezacki.

Ficou com vontade de assistir a Live completa? É só clicar no link abaixo.



Biblioteca Canguru distribui livros a famílias assistidas pela Comunhão 

terça-feira, setembro 17th, 2019 540 views

Baixe este post em PDF

A Diretoria de Promoção Social desenvolve uma atividade voltada para o incentivo à leitura e para a distribuição de livros. É a Biblioteca Canguru, uma espécie de biblioteca itinerante que recebe doação de livros e gibis da comunidade e os distribui para as famílias assistidas com objetivo de disseminar e incentivar o hábito da leitura entre as famílias.

O nome e também símbolo do projeto – um canguru, animal que possui uma bolsa –  não foi escolhido ao caso.  Todos os meses, os voluntários que acompanham a visita às famílias levam uma bolsa cheia de livros que fica na casa assistida por um mês. Durante o encontro enquanto os voluntários da Comunhão conversam com a família, escutando as questões de cada lar, o contador de histórias interage com as crianças, afastando-as um pouco da conversa entre os adultos e mostrando os livros que estão nas bolsas e serão emprestados à criança naquele mês.

O jornalista Ugo Braga é contador de histórias voluntário da Canguru há dois anos, ao ser questionado sobre a sua experiência na biblioteca, ele relata o seguinte:  “ é uma mistura de sentimentos. Como nós, contadores, lidamos com crianças, então a gente volta a ser criança também. É uma experiência lúdica. Ao mesmo tempo, tem a parte séria: a gente fica com aquela sensação de ter plantado uma semente boa, sabe como é, a semente da leitura, que vai levar à educação e a melhoria de vida no futuro”.

Atualmente, o jornalista acompanha famílias que moram na Ceilândia e afirma que esta é uma vivência que não tem preço “ Eu gosto de imitar a voz dos personagens quando leio as histórias. As crianças riem, dão gargalhadas, nos oferecem uma alegria genuína, mesmo estando em meio a muitas e graves necessidades materiais. É uma aula de fortaleza espiritual”.

Além dos voluntários externos, que são os contadores de histórias e realizam as visitas, a biblioteca conta também com uma equipe de voluntários internos que são responsáveis pela organização interna da biblioteca. Eles recebem os livros, fazem a triagem, catalogam e os distribuem nas bolsas que serão levadas para as famílias.

Aline Ferreira é uma das coordenadoras da biblioteca. Ela começou a atuar na Canguru em 2016. “Acredito que a leitura tem o poder de transformar a realidade da criança ao expandir seus horizontes e possibilitar um maior senso crítico. Vejo na Canguru um potencial para plantarmos a semente da leitura nos lares visitados, despertando o interesse pelos livros e pelo conhecimento”, afirma a voluntária que é da área de Administração e compartilha o conhecimento e formação profissional para organizar e gerenciar a biblioteca.

A equipe de contadores acompanha uma família, em média, por seis meses. Quando a família é desligada, os contadores preparam uma caixa cheia de livros e deixam de presente para a criança. Até junho deste ano, foram entregues 213 bolsas e 47 caixas de desligamento. Considerando o mesmo período, janeiro a junho, mais de 3,4 mil livros já circularam entre as crianças beneficiadas. Também neste primeiro semestre foram doados mais de 700 livros para as crianças.

Os livros recebidos pela Biblioteca Canguru que não servem para o projeto são repassados para outras instituições que fazem esse trabalho com a comunidade, como por exemplo, livros em inglês que já foram doados ao projeto Inglês na Estrutural e também para escolas públicas. Outros títulos são vendidos para sebos e a renda revertida para as famílias assistidas pela Comunhão. Neste primeiro semestre, a biblioteca doou mais de 1.700 livros.

Quem quiser doar livros para a Biblioteca Canguru pode deixá-los na sala do Almoxarifado na Comunhão. O horário de funcionamento é de segunda a sexta, das 9h às 21:30h, e aos sábados, das 9h às 19h. Já aqueles interessados em fazer parte da equipe da Canguru, sendo um contador de histórias ou um voluntário interno da biblioteca, devem enviar um e-mail para bibliotecacangurubrasilia@gmail.com.

 

Por Lígia Borges – Jornalista



Abertas inscrições para o Estudo a Distância sobre o Evangelho Segundo o Espiritismo

segunda-feira, junho 24th, 2019 937 views

Baixe este post em PDF

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estão abertas as inscrições do segundo semestre para o Estudo a Distância (EAD) sobre “O Evangelho Segundo o Espiritismo”. Os interessados têm até o dia 20 de julho para se inscrever no site da Comunhão Espírita de Brasília.

Os cursos terão início no dia 3 de agosto de 2019, e a confirmação da matrícula será enviada por e-mail até o dia 2.
“O objetivo dos cursos, que seguirão até 7 de dezembro de 2019, é ajudar na compreensão dos ensinamentos morais de Jesus Cristo à luz do Espiritismo e incentivar o aluno a praticá-los na vida diária”, explica o coordenador do Núcleo de Ensino a Distância da Comunhão Espírita de Brasília, Alaciel Franklin Almeida.

Segundo o dirigente, o programa já atendeu cerca de 1.900 alunos. “Os requisitos mínimos para o aprendizado são ter acesso à internet, ter disponibilidade para estudar 5 horas semanais e ter, no mínimo, 16 anos”, informa o coordenador do EAD.

O estudo é gratuito e estão disponíveis os seguintes cursos:

· Capítulo VII: Bem-aventurados os pobres de espírito;
· Capítulo VIII: Bem-aventurados os que têm puro o coração;
· Capítulo IX: Bem-aventurados os brandos e pacíficos;
· Capítulo X: Bem-aventurados os que são misericordiosos;
· Capítulo XI: Amar o próximo como a si mesmo.

Como se inscrever

Na página principal do site da Comunhão, clicar no ícone “Estudos doutrinários”, depois clicar em “EAD”. Ler as instruções e clicar no formulário adequado: “EAD-Novo aluno”, se você nunca fez curso EAD na Comunhão ou “EAD-aluno já existente”, se você já fez cursos EAD na Comunhão.

Estudo a Distância: Evangelho Segundo o Espiritismo

Inscrições: até 20/7/2019, no site da Comunhão
Duração dos cursos: de 3/08 a 7/12/2019

O curso é gratuito. Inscrevam-se! Não percam essa oportunidade de estudar os ensinamentos de Jesus e colocá-los em prática!



Programa Conversando com Mayse será realizado ao vivo na Comunhão

sexta-feira, maio 31st, 2019 503 views

Baixe este post em PDF

Após dois anos de existência e com mais de 850 mil acessos, o programa Conversando com Mayse chegará a sua centésima edição.

Em comemoração, no dia 21 de junho, com o tema O Jogo do Contente, o programa será realizado ao vivo, às 20 horas, no Auditório Bezerra de Menezes, na Comunhão Espírita de Brasília. O programa também será transmitido pelo canal da Comunhão no YouTube.

Pessoas de todo o Brasil e de diversas partes do mundo como China, Japão, EUA, Canadá, Irlanda, Alemanha, Inglaterra ,Holanda, França, Itália e Noruega, acompanham o programa e interagem com Mayse Braga por meio de e-mails e cartas, que são respondidos pela médium.

Você não pode perder!