Notícias sobre: ‘Eventos’

Não perca nesta sexta (28) palestra da Associação dos Médicos Espíritas sobre o despertar da consciência

quinta-feira, julho 27th, 2017 691 views

Baixe este post em PDF

Como parte do projeto O Caminho Terapêutico com Jesus, a Associação dos Médicos Espíritas (AME) realiza no dia 28 de julho (sexta-feira), às 20 h,  a palestra “Aprendendo a despertar: como acontece o despertar consciencial”.

A facilitadora é a terapeuta Kátia Carrijo.  A palestra será realizada na sala 203 da Comunhão.



José Otávio: “A caridade essencial é consigo mesmo”

quarta-feira, julho 26th, 2017 38 views

Baixe este post em PDF

O palestrante espirita José Otávio Aguiar (Campina Grande-PB) esteve essa semana na Comunhão Espirita de Brasília onde proferiu palestra sob o tema “A tentação de se render é mais forte do que nunca às vésperas da vitória”.

A palestra foi aberta pela espírita Analice Thomaz, que leu a mensagem de número 117 contida no livro Pão Nosso, ditado pelo espírito de Emmanuel e psicografado por Chico Xavier, que fala sobre família: “Aprendam primeiro a exercer piedade para com a sua própria família e a recompensar seus pais, porque isto é bom e agradável diante de Deus”. – Paulo. (1ª Epístola a Timóteo, 5:4.).

Otávio iniciou sua fala destacando a importância do espiritismo como cristianismo redivivo e  ressaltou que as circunstancias de nossas vidas fazem parte da vontade de Deus para conosco, e que ninguém entra em nosso caminho por acaso. “ Somos frutos de muitas mãos, somos um esforço de competência”, salientou.

Ninguém aprisiona o coração. Ele é livre

Segundo o palestrante, a falta de persistência nos relacionamentos existe por não entendermos a diversidade dos seres humanos, e que confia e mantém fidelidade consegue persistir por mais tempo. “O amor é aquele que persiste após conhecer a realidade a fundo”. Ele defende que há também pessoas que cruzam o nosso caminho trazendo mensagens para que possamos persistir. E citou o verso de Carlos Drummond de Andrade: “Eu te amo porque te amo. Amor é estado de graça” (Poema As sem razões do amor).

É necessário uma unificação no coração, e enxergar a unidade na diversidade, pois isso nos aproxima de Deus. A caridade essencial é consigo mesmo, diz José Otávio, que explicou ao público que o esforço em ser reconhecido enfraquece, e que sem o sofrimento, nós não nos solidarizamos com os outros. “Toda dor consiste na força em atravessar o momento com dignidade. Na morte do filho jovem, muitas mães enxergam a alegria do reencontro”.

José Otávio citou a parábola do mordomo infiel, que trata da bondade ou maldade do homem: fidelidade e infidelidade. Comentou sobre mensagens deixadas por Emmanuel e a autosabotagem, chamando a atenção para os perigos do ego e o fato de que tudo que é material é finito. “A cortina do ego é colocada à frente de tudo o que fazemos”

O médium finalizou explicando que raciocínio sem sentimento nos impede de atravessarmos as experiências. Ele relembrou os conselhos de Abigail, na obra Paulo Estevão (Emmanuel/Chico Xavier): amar, trabalhar, esperar e perdoar.

Texto de Waleska Maux. Fotos de Rodrigo Ribeiro.



TV Comunhão: Assista à palestra de Vitor Rodrigues sobre desobsessão e terapia de profundidade

quarta-feira, julho 26th, 2017 28 views

Baixe este post em PDF



Cordel e poesia no Cantando a Doutrina de 5 de agosto

segunda-feira, julho 24th, 2017 32 views

Baixe este post em PDF
 Merlânio Maia é poeta-cantador paraibano dedicado à cultura popular e à literatura de cordel, gênero que escreve e declama desde a infância.
Editou 12 livros e lançou 8 CDs de música e poesia de cordel. Tendo já se apresentado em todos o estados brasileiros, recentemente esteve em Portugal para divulgar essa cultura tão peculiar quanto característica do nosso sertão nordestino.
As apresentações de Merlânio são sempre bem-humoradas e recheadas de boa música e poesia. Espírita consciente, jamais esqueceu de sua responsabilidade social, tomando iniciativas para a promoção do bem e da paz. Por falar a linguagem do povo, seu trabalho ajuda a popularizar a grandeza da filosofia espírita, levando a esperança e a consolação a todos os que o escutam.
Se você quiser se divertir e se emocionar com as músicas e poesias desse simpático cantador, venha assistir à apresentação dele no Cantando a Doutrina, no dia 5 de agosto, sábado, às 17 horas, no auditório Bezerra de Menezes da Comunhão Espírita de Brasília.
E se você for de outro estado, assista ao vivo, pela Internet, através do site da TV Comunhão (www.tvcomunhao.com.br) ou do canal 11 do site da FebTV (www.febtv.com.br).



Mediunidade aflorada é o tema do Comunhão Inspira deste sábado (29)

segunda-feira, julho 24th, 2017 61 views

Baixe este post em PDF

O Comunhão Inspira do próximo sábado abordará o tema Mediunidade aflorada: Do medo ao propósito de amor.

Vamos falar do reconhecimento e compreensão das várias formas de mediunidade e as possibilidades de harmoniosa e produtiva utilização dessa sensibilidade que nos coloca frente a frente com o amor do Cristo, convidando-nos à positiva transformação, à ampliação dos níveis de consciência e, principalmente, à felicidade!

Convidado: Gustavo Baptista
Apresentação: Wagner Tadeu

O Comunhão Inspira é um programa de perguntas e respostas realizado no salão Bezerra de Menezes da Comunhão Espírita, um sábado por mês, às 19 horas. Não perca!



Comunhão participou de debate ecumênico com representantes de casas religiosas do DF

segunda-feira, julho 24th, 2017 115 views

Baixe este post em PDF

A Comunhão Espírita de Brasília, representada pelo palestrante Jack Darsa, participou de um debate ecumênico em comemoração à Semana da Liberdade Religiosa, promovida pela  Fundação da Ordem Social (FOS), no último sábado (22).

O encontro  reuniu  dirigentes de casa religiosas do Distrito Federal  e abordou o tema O respeito como resposta à intolerância religiosa. Os representantes conversaram sobre esse mal que  atinge casas religiosas e  jovens fiéis de várias partes do país e do mundo. O presidente da Fundação da Ordem Social, Felipe Espírito Santo,  e demais membros da FOS, receberam os representantes do espiritismo, da Seicho-No-Ie do Brasil, do budismo,  do protestantismo e do candomblé.

O presidente da FOS iniciou a reunião falando sobre a importância da criação de um manifesto apartidário em favor do respeito e do convívio. “É preciso a união das religiões em torno desse tema, para combatermos a intolerância religiosa”.

O representante da Doutrina Espírita, Jack Darsa, destacou que fazer o bem é o que importa. Ele chamou a atenção para o fato de que a religião serve para esclarecer e consolar, mas, sua principal finalidade é a reforma intima de cada um, e que toda religião ou filosofia que promova essa reforma do ser humano é muito bem vista por Deus. “Títulos não importam, e sim, o que você faz com os talentos que lhe foram dados”, afirmou.

O monge Jyoshuu Todokoro louvou a iniciativa do debate e falou sobre os 120 anos do budismo no Brasil e sobre seu trabalho como presidente de jovens budistas no país, onde lutou por mais de dez anos no combate às drogas. Ele defendeu a união entre as religiões na luta pelo bem comum. “Acreditamos que a continuidade faz a força”.

O representante da Federação de Umbanda do DF  chamou a atenção para a preservação dos direitos, defendendo que o Brasil é um estado laico e a fé é questão de foro intimo. Ele citou o caso de uma menina de 10 anos que levou pedradas por se vestir com os trajes da umbanda. Falou, ainda, sobre a importância da Delegacia Especial de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial, Religiosa ou por Orientação Sexual ou Contra a Pessoa Idosa ou com Deficiência (Decrin), criada no DF em 2016, que abre inquéritos nos casos que envolvam crimes praticados contra pessoas, entidades ou patrimônios públicos ou privados, cuja motivação seja a intolerância religiosa.

Por Waleska Maux.