Notícias sobre: ‘Matérias’

O segredo para ser feliz é alimentar a alma. Como fazer isso?

sexta-feira, julho 21st, 2017 51 views

Baixe este post em PDF

 



Como se define um espírita? Jack Darsa responde

sexta-feira, julho 21st, 2017 61 views

Baixe este post em PDF



Bazar da Comunhão necessita de doações

sexta-feira, julho 21st, 2017 777 views

Baixe este post em PDF

A Comunhão Espírita de Brasília pede aos frequentadores da instituição e ao público em geral doações para seu Bazar, que é responsável por grande parte dos recursos financeiros utilizados não só na manutenção da casa espírita, como também de obras sociais.

O Bazar, situado no térreo, ao lado das salas André Luis e Chico Xavier, recebe todo tipo de material em bom estado de conservação, como roupas, calçados, material de decoração, louça, eletrodomésticos, produtos eletrônicos, bijouterias, etc.



Espaço de convivência que gera renda e acolhimento 

segunda-feira, julho 17th, 2017 402 views

Baixe este post em PDF
Não só o alimento espiritual ou material promove a Comunhão quando assiste aquelas famílias em situação de vulnerabilidade social e econômica. Um leque de cursos busca preparar para gerar renda. Uma das oportunidades oferecidas pela Diretoria de Promoção Social (DPS) são os cursos de Culinária e Artesanato.
A Comunhão fornece passagem, lanche e material que será utilizado durante o curso. As turmas iniciam em março e agosto de cada ano. Ao fim do semestre é realizada a Feria de Artesanato e Guloseimas das Famílias Assistidas,  com produtos que as alunas aprenderam a fazer durante os cursos. O que for arrecado é distribuído para cada uma.
“Por mais que sejam poucas alunas, se conseguirmos fazer uma só feliz já atingimos o objetivo”, diz a pedagoga e voluntária como coordenadora do Curso de Artesanato, Luciany Petrosino.
D. Irani Rocha, moradora de Santa Maria, aplica em casa para treinar o que aprende no Curso de Culinária e já recebe encomendas de doces. “Para mim está sendo ótimo e fui muito bem acolhida quando cheguei aqui. A gente vem aprendendo coisas não só da parte culinária, mas também da vivência com outras pessoas. A gente aprende a conversar e tem até psicólogo para falar sobre o nosso problema. Já fiz palha italiana, pão de mel e empadão”, afirma Irany.
Já dona Vera Rodrigues, de Santa Maria, após começar a ser assistida pelos voluntários da DPS começou fazendo decoração de sandálias, mas resolveu mudar para o crochê. Ela produz laços para cabelo, panos de prato e está fazendo um tapete por encomenda, orientada pela professora de Tricô e Crochê Francisca Leocadio.
Luciany Petrosino diz que aprende mais do que doa. “Nós, que temos uma condição material melhor que elas, somos muito egoístas e muitas vezes não queremos dividir. Aqui é assim: quando temos um pacote de arroz para distribuir, uma diz que precisa, mas podemos doar para outra que estiver precisando mais. Elas dividem o pouco que têm”, disse Luciany.
Para dona Cláudia Freitas, moradora do Recanto das Emas, é muito bom fazer o curso porque “espairece a mente”.  “Às vezes chego triste, mas volto para casa animada. Temos muito diálogo e encontramos amigas verdadeiras”, reflete a aluna que faz pizza para vender.
Dayse Guimarães, psicóloga e voluntária como professora de Culinária, também concorda que o espaço é de troca. “A gente pensa que está doando, mas na verdade estamos recebendo muito. Não é só passar as técnicas de culinária, temos momento de troca, de leitura do Evangelho e de levantar temas para a reflexão. Isso é um complemento valioso”, dize Dayse, que também foi dona de restaurante.
Todas chegaram ao curso por meio das indicações dos voluntários da DPS que assistem as famílias mensalmente. As aulas de culinária, tricô e crochê reiniciam dia 1º de agosto e acontecem todas as terças-feiras, das 9 às 12h.
Equipe de Comunicação da DPS



Já estão abertas as matrículas para os cursos da Comunhão no segundo semestre

segunda-feira, julho 17th, 2017 3.079 views

Baixe este post em PDF



Associado, sua contribuição mensal é valiosa para as atividades da Comunhão

sábado, julho 15th, 2017 390 views

Baixe este post em PDF

Mais de 4 mil alunos frequentam os cursos da Comunhão, mais de 223 mil passes são ministrados anualmente, 19 mil crianças já foram evangelizadas, 41 mil potes da Pomada do Vovô Pedro foram distribuídos sem nenhum custo para os beneficiados, mais de 1.170 palestras  minsitradas aos frequentadores, 230 idosos assistidos, 197 eventos realizados.

Os números de atendimento da Comunhão Espírita de Brasília impressionam. Para dar conta de todo este trabalho de assistência física e espiritual são necessários recursos financeiros.

Por isso a importância da contribuição mensal dos associados e de que, cada vez mais, os frequentadores se tornem associados contribuintes. Uma forma de manter a casa realizando cada vez mais atividades e auxiliando a todos os que dela necessitam.

Procure a Diretoria Financeira da Comunhão, associe-se e contribua para que a assistência aos necessitados e o aprendizado da Doutrina Espírita sejam ampliados.