Notícias sobre: ‘Matérias’

Evangelização de crianças informa sobre renovação de matrículas

terça-feira, dezembro 12th, 2017 309 views

Baixe este post em PDF

A Diretoria de Infância e Juventude (DIJ) alerta aos pais e responsáveis que os evangelizandos já matriculados terão vagas garantidas e renovação automática para 2018, sem necessidade de voltar ao atendimento, exceto para os alunos que ficaram ausentes durante o ano. Para estes, os responsáveis devem reativar a matrícula com os atendentes da entrada principal do prédio. 

Para realizar matrícula de novos alunos, basta os responsáveis apresentarem uma foto 3×4 recente, certidão de nascimento ou documento de identidade do aluno. A matrícula ou reativação devem ser feitas: dia 17/2, das 15h30 às 16h30; e dia 24/02, das 14h15 às 16h15. 

O retorno regular das atividades está marcado para 03/03/2018. Mais informações com as atendentes na recepção da Comunhão.

A equipe da DIJ deseja voto sinceros de felicidade e paz a todos os pais e responsáveis que presentearam a Comunhão com a doce companhia e o singular sorriso de seus pequeninos.



Nota Pública do Movimento Brasil sem Aborto

sexta-feira, dezembro 1st, 2017 34 views

Baixe este post em PDF

O Movimento Nacional da Cidadania pela Vida – Brasil sem Aborto soube da apresentação ao Supremo Tribunal Federal (STF), na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 442, de uma solicitação concreta de aborto por uma grávida, Rebeca. Ela apresenta as suas dificuldades para ter o filho e comenta que “se eu estivesse vivendo outra realidade, o mínimo diferente que fosse, eu não estaria escolhendo fazer um aborto”. Como participam do movimento diversas instituições de apoio e amparo à gestante, indicamos em nossas redes essa situação. Muitos já se manifestaram com disposição de ajudá-la, para que não se veja nessa dolorosa situação de fazer um aborto por não ver outra solução. Efetivamente, temos a experiência de que sempre há outras soluções possíveis, que preservam a vida da mãe e do filho.

Rebeca pode contar com casas de acolhimento durante a gravidez, inclusive levando os seus outros 2 filhos. Pode contar com amparo financeiro de muitos voluntários, se preferir ficar em sua casa, e vários casais já se apresentaram para adotar essa criança, caso ela realmente não deseje ficar com ela. Temos também a certeza de que não lhe faltará emprego, como ela supõe. Infelizmente, muitas mulheres abortam por imaginar dificuldades que podem não se concretizar. É importante ressaltar que as instituições que se prontificaram a amparar Rebeca têm larga experiência de ajuda a gestantes que pensavam em abortar seus filhos e, depois de amparadas, apoiadas, amadas, esclarecidas, essas mulheres acabam por optar pela vida de seus filhos. Compreendem que o aborto nunca é a solução, por mais difícil que seja a situação na qual uma gestante se encontra ao saber-se grávida de um filho não planejado, pelo contrário, a dor de ter eliminado uma vida no seu nascedouro, que dela demandava proteção e amor, é muito maior.

Parece-nos que os que defendem o aborto em todas as circunstâncias veem nesta ação a possibilidade de alcançar um objetivo muito claro: obter pela via judiciária o que não conseguiram junto ao Congresso Nacional, desde a derrota do Projeto de Lei 1.135 de 1991, que propunha a descriminalização total do aborto no Brasil, após 20 anos de tramitação. Não se pode dizer que o legislativo é omisso nesse assunto. Querem repetir no Brasil o que aconteceu nos Estados Unidos da América, que legalizou o aborto, em 1973, a partir da decisão do julgamento do caso “Roe vs Wade”. Vale lembrar que “Roe” – cujo verdadeiro nome era Norma McCorvey-, recentemente falecida, tornou-se depois militante pró-vida, contra o aborto.

Entendemos que não cabe ao STF permitir o aborto, porque é inconstitucional, considerando o Artigo 5º da Constituição Brasileira, que expressa claramente a “inviolabilidade do direito à vida”. Pensamos não ser coincidência essa demanda justamente quando a PEC 181/2015, em discussão na Câmara dos Deputados, propõe tornar esse direito mais explícito ao acrescentar a este mesmo artigo que esse direito existe “desde a concepção”. Além disso, o fórum constitucional de elaboração das leis é o Congresso Nacional, sendo lá que o debate sobre esta questão deve continuar sendo feito e não no âmbito do Poder Judiciário.

Apelamos aos ministros da Suprema Corte Brasileira para que busquem sintonizar-se com a consciência da maioria do povo brasileiro, que se manifestou em diversas oportunidades pelo direito à vida, desde a concepção. Não queremos a morte das mulheres eliminando-as ainda no ventre materno. Queremos vida e as instituições provida do Brasil, que reúnem milhares de militantes, não só lutam pela manutenção da atual legislação brasileira sobre o aborto, como tem, no anonimato, acolhido e amparado milhares de mulheres que, em situações as mais diversas, pensam, num primeiro momento, em abortar seus filhos, mas quando encontram apoio e amorosidade, quase sempre decidem pela vida. Estamos de braços abertos para receber Rebeca e seus 3 filhos.

Brasília, 24 de novembro de 2017

Movimento Brasil sem Aborto



Comunhão visita Mansão do Caminho e lança Projeto Rumo aos 60

sábado, novembro 25th, 2017 124 views

Baixe este post em PDF

Representantes da Comunhão Espírita de Brasília visitaram, em novembro, a Mansão do Caminho, projeto liderado pelo médium e orador espírita Divaldo Franco, na cidade de Salvador (BA).

Além de conhecerem o trabalho que ali se realiza há 65 anos, a Comunhão conversou com Divaldo Franco sobre os 60 anos da  nossa casa espírita, que serão completados em 2018.

Em 16 de janeiro, será lançado o Projeto Comunhão Rumo aos 60 e, como Divaldo Franco esteve presente no lançamento da pedra fundamental da Comunhão Espírita de Brasília, nada mais justo que buscar suas palavras para os momentos de ontem e de hoje.

Assista ao vídeo da visita e aguarde as novidades.

 



Fique por dentro dos eventos da semana na Comunhão

quinta-feira, novembro 23rd, 2017 108 views

Baixe este post em PDF



Assista ao Conversando com Mayse: Sentimental eu sou

quinta-feira, novembro 23rd, 2017 110 views

Baixe este post em PDF



Estante Espírita recomenda obra sobre educação dos filhos

domingo, novembro 12th, 2017 88 views

Baixe este post em PDF

A coluna Estante Espírita de outubro indica a leitura do livro EDUCAÇÃO ESPÍRITA DE NOSSOS FILHOS, que ressalta a importância da convivência em família para o espírito em evolução. O autor Geziel Andrade é paulista de Mogi Mirim, fez mestrado e doutorado em Economia. Nascido em lar espírita, tornou-se estudioso das obras básicas da codificação, cujos conhecimentos resultaram em vários livros editados e oportunidades para ministrar palestras em casas espíritas.

Mais que um livro, a obra representa um guia prático recomendável aos pais, evangelizadores e professores para facilitar a edificante missão de educar. O autor destaca a relevância do uso das faculdades intelectuais e morais com discernimento, preparando o jovem para a vida.

EDUCAÇÃO ESPÍRITA DE NOSSOS FILHOS, de Geziel Andrade, 14cm x 21cm, 248 páginas, 2a. reimpressão, Editora Eme, Capivari – SP, 2014, na Livraria Mário Carvalho da Comunhão – R$ 25,00

Quer ganhar desconto de 20% em produtos à venda na Livraria? Participe do Programa Fidelidade da Comunhão! A cada aquisição de R$ 50 (cinquenta reais) em produtos, o cliente recebe no seu Cartão Fidelidade um carimbo de confirmação de compra, que terá validade por 12 meses. Comece a aproveitar já essa novidade.