Notícias sobre: ‘Geral’

Partiu falar de Espiritismo: Estamos em construção

quarta-feira, setembro 16th, 2020 18 views

Baixe este post em PDF

O programa Partiu Falar de Espiritismo desta semana trata do tema estamos em construção. Produzido pela Diretoria de Infância e Juventude da Comunhão, o programa vai ao ar às segundas-feiras, pelo canal da Comunhão no YouTube.

Não perca!



Dica de leitura: “E a vida continua”, de Francisco Cândido Xavier

quinta-feira, setembro 10th, 2020 88 views

Baixe este post em PDF

A dica de leitura de hoje é o livro “E a vida continua”, de Francisco Cândido Xavier.

A obra apresenta o retrato espiritual da criatura ao desencarnar e demonstra que a vivência dos habitantes do Além está relacionada com sua condição mental. Em 26 capítulos, numa linguagem romanceada, relata a história de personagens reais que, desencarnados, deparam-se com o amparo dos amigos espirituais.

Os encontros incentivam a renovação pelo estudo e trabalho, preparando-os para rever sua vida e desvendar as tramas do passado, permitindo-lhes traçar novas diretrizes de conduta. Esta obra ensina-nos a prática do auto-exame na certeza de que a vida continua além da morte ajustada às leis de Deus, plena de esperança e trabalho, progresso e realização.

Peça já o seu na livraria da Comunhão atrás do telefone 3048 – 1818. Novos horários de funcionamento:

Segunda à sexta – 08h as 18h; Sábado – 10h as 16h; Domingos e feriados – fechado.



A resignação compreendida como a aceitação ativa em nossas vidas

quarta-feira, setembro 9th, 2020 67 views

Baixe este post em PDF

Muitas vezes vista como sinônimo de passividade e de acomodação, o conceito da palavra “resignação” foi deturpado pelo homem, em especial pelo homem do ocidente. É preciso recuperar o real significado do termo para uma vida mais feliz. A partir dessas reflexões iniciais, Roberto Pinheiro iniciou sua palestra virtual sobre “a resignação”, transmitida ao vivo pelo canal da Comunhão Espírita de Brasília no Youtube, na quinta-feira (3).

O sentido da palavra “resignação” está, em realidade, associado a uma aceitação ativa e dinâmica ante os acontecimentos da vida. Relembrando-nos dos ensinamentos atribuídos a São Francisco de Assis, Roberto Pinheiro esclareceu: “Senhor, dai-me força para mudar o que pode ser mudado… resignação para aceitar o que não pode ser mudado… e sabedoria para distinguir uma coisa da outra”.

Resignar-se não seria, portanto, permanecer na passividade, no comodismo e na acomodação diante de fatos e de acontecimentos inevitáveis em nossas vidas. Em um mundo de provas e expiações, no qual vivemos, o sofrimento ainda prepondera. De acordo com Pinheiro, o resgate e a expiação de nossas vivências estão pautados na lei da justiça, do amor e da caridade e, por essa razão, compreender as provas pelas quais passamos como alavancas, ou como oportunidades, nos impulsiona ao trabalho, ao esforço pessoal que é necessário para sairmos, ativamente, de situações inevitáveis.

Como exemplo, Roberto Pinheiro citou a superação pelo esporte de atletas paraolímpicos. Estes atletas conseguem reverter situações adversas da melhor maneira possível. Conseguem reverter limitações físicas, muitas vezes graves, e chegam ao ponto de competir em alto nível e de representar seus respectivos países nessas competições. Segundo ele, a trajetória e a superação desses atletas seriam lições vivas de resignação e de vivência dos ensinamentos do Evangelho.

“É preciso buscar a motivação. Fazer brilhar a nossa luz num mundo em que teremos sofrimentos a enfrentar. Nossa luta maior está em nossa própria intimidade”, ensinou o orador espírita. Aprender a enfrentar nossos sofrimentos e dificuldades envolve a compreensão de que nossas lutas possuem o tamanho necessário ao nosso crescimento pessoal. “Muitos desistem quando estão prestes a vencer seus obstáculos. As pequenas vitórias morais antecedem conquistas da alma”, acrescentou Pinheiro.

O palestrante nos advertiu de que muitos sofrem por não aceitar as suas provas, porque não compreendem plenamente os mecanismos da dor. É importante sermos determinados para que possamos transformar sonhos em realidades, e não desistirmos ao sofrer ingratidão ou ao se tentar semear em solos difíceis. “Lembrem-se de que apenas caem aqueles que estão tentando caminhar”, resumiu Roberto.

E continuou: “precisamos partir para a atividade diante das mais diversas situações e, para tanto, não podemos nos esquecer de que dispomos de um instrumento poderoso a auxiliar-nos, que é a oração”. “O homem pode suavizar ou aumentar o amargor de suas provas”, comentou Roberto sobre os ensinamentos do item 13, capítulo V, do livro “Evangelho Segundo o Espiritismo”.

Por fim, o orador espírita nos convidou a questionar-nos o quê os irmãos das paraolimpíadas nos diriam diante das dificuldades pelas quais passamos. Antes de finalizar sua palestra, ele ressaltou que a resignação é atitude ativa e paciente, que envolve a busca por mudar aquilo que esteja ao nosso alcance, em uma atitude constante de superação a nós mesmos. “Resignação é o consentimento do coração. Sejamos discípulos de Jesus ao encarar nossas provas com coragem, fé e determinação. Ao cairmos, que possamos nos levantar na certeza do amparo de Jesus”, disse ele.

Gostou da palestra? Acesse aqui a íntegra.

Texto: Luciana Matsunaga

Revisão: Renata Caixeta



“Vamos aproveitar o agora”, alerta Osvaldo Bastos em palestra sobre projetos reencarnatórios

terça-feira, setembro 8th, 2020 54 views

Baixe este post em PDF

Projetos reencarnatórios é tema de uma palestra de Osvaldo Bastos no último dia 27 de agosto. Durante transmissão ao vivo pelo canal no YouTube da Comunhão Espírita, ele explica que a mensagem é direcionada especificamente para a vida atual de todos os seres humanos.

Bastos sugere a leitura do livro “Evolução em dois mundos”, do espírito André Luiz e psicografia de Chico Xavier e Waldo Vieira, que trata exatamente da reencarnação e da evolução do ser no planeta. Além disso, o livro explica como acontece a ligação de fora para dentro da matéria. “Ele nos traz um complemento de ensinamento”, diz.

O palestrante cita o capítulo 4 de “O livro dos espíritos”, de Allan Kardec, questões 166 a 170, em que os espíritos tratam da reencarnação. “A reencarnação é a possibilidade, através da justiça divina, que nós temos de aprender, evoluir e crescer com a nossa vivência”, explica.

De acordo com Bastos, os espíritos explicam a Allan Kardec que há todo um planejamento para a escolha das provas de cada um. “Escolhemos o local onde a gente vai nascer, o projeto familiar, com quem a gente vai reencarnar, quem a gente vai receber, de quem a gente vai se despedir, quem nós vamos, aos poucos, atraindo para junto de nós através dos laços de família, que fortalecem a reencarnação, que cada vez se amplia mais para que a gente se transforme numa família universal”, conta o palestrante.

Bastos ainda questiona se as pessoas que estão aqui neste planeta estão fazendo o que é necessário para melhorar esse projeto reencarnatório. “Estar aqui é uma oportunidade de progresso, de evolução intelectual e evolução moral”, destaca.

Antes de cada espírito reencarnar, tudo é planejado. Mas, como explica o palestrante, pela benção do esquecimento, o ser humano vai sendo moldado pela própria vida, pelo meio em que cada um vive, fazendo jus ao livre arbítrio.

“Às vezes o espírito traçou para si uma reencarnação, um projeto de vida, para que ele pudesse viver 40, 50 anos. Se ele percebe que já atingiu aquela programação de vida, ele desencarna mais tranquilo”, acrescenta Bastos. Ele afirma também existe a possibilidade de alguns espíritos atrasarem o seu crescimento e acabam desencarnando precocemente.

O palestrante finaliza alertando que é preciso aproveitar ao máximo o projeto reencarnatório. “Vamos aproveitar o agora, para fazer de nossas vidas uma vida melhor. Peçamos ajuda aos benfeitores espirituais e eles virão”, finaliza.

Gostou da palestra? Clique aqui e assista a íntegra.

Por: Tarsila Braga

Revisão: Silmara Sundfeld



Programa Papo Espírita faz série de entrevistas sobre a temática do suicídio

sexta-feira, setembro 4th, 2020 94 views

Baixe este post em PDF

Vamos conversar sobre suicídio?  O programa Papo Espírita  participa da Campanha Setembro Amarelo de Prevenção do Suicídio com uma série de entrevistas sobre o tema. Confira a programação:

Dia 10 (reprise) – Ideação suicida: como identificar e auxiliar. Psicólogo José Carlos de Souza.

Dia 17 (inédito)- Suicídio: causas, sintomas e prevenção. Psicólogo Pedro Paulo Záu.

Dia 24 (inédito)- A importância de uma vida. Psicóloga e Filósofa Ana Tereza Camasmie.

O Papo Espírita vai ao ar toda quinta, às 19h, no canal da Comunhão Espírita no YouTube.  Acesse a playlist aqui.

 

 



Não perca: Palestra inédita de Mayse Braga no sábado (5)

sexta-feira, setembro 4th, 2020 217 views

Baixe este post em PDF

Confira abaixo os eventos virtuais promovidos pela Comunhão para o final de semana:

Sábado, às 17h: Reprise Cantando a Doutrina, com Merlânio Maia

Sábado, às 19h: Palestra inédita de Mayse Braga sobre conquistas.

Domingo, às 18h: Conversa com Jefferson Bellomo sobre “Os dois escândalos”.

Domingo, às 19h: Live do PADES.

Domingo, às 20h: Comunhão em Comunhão: Campanha Setembro Amarelo.

Anote na agenda e não perca!

Clique aqui para acessar nosso canal no YouTube. Inscreva-se e fique por dentro de toda programação da Comunhão.