Notícias sobre: ‘Obituário’

Nota de Falecimento

domingo, março 11th, 2018 653 views

Baixe este post em PDF

Arthur Buono, antigo,  dedicado e amoroso colaborador da Comunhão, desencarnou na manhã deste domingo (11).

O velório será amanhã, dia 12 de março, a partir das 11h, na Capela 3 do Cemitério Campo da Esperança.

O enterro será às 14h30.

Arthur Buono é um ser especial que nos abençoou com sua presença e histórias de moral elevada e nobre, que gostava tanto de contar para ilustrar nossas mentes com a luz do Evangelho do Senhor.

Retorna à Espiritualidade blindado pelas horas incontáveis de dedicação à Comunhão Espirita de Brasília, especialmente nos Cursos de Passe e nas salas de aula do ESDE.

Nossas melhores vibrações para a família tão querida de nossa Comunidade!

 



Hoje, 9 de março, faz 34 anos que a médium Yvonne do Amaral Pereira desencarnou

sexta-feira, março 9th, 2018 100 views

Baixe este post em PDF

Yvonne do Amaral Pereira é uma das médiuns de maior destaque do Brasil. De berço espírita, a escritora começou a ver e ouvir espíritos com frequência a partir dos quatro anos de vida. O primeiro contato com os livros da Codificação veio anos depois, ainda na infância. Por meio de sua mediunidade e estudos foram concebidas diversas obras com base na Doutrina Espírita, sendo 13 delas parte do catálogo da FEB Editora.

Sucesso de vendas e ocupando posições de destaque em eventos da literatura nacional, suas histórias caracterizam-se pela beleza da linguagem, a profundidade do conteúdo e o interesse que geram no público. Divulgadora ativa do Espiritismo, Yvonne procurou sempre vivenciar a mensagem que divulgava até sua desencarnação, aos 84 anos, também no Rio de Janeiro. (Fonte: Wantuil, Zêus. Grandes Espíritas do Brasil.)

Fonte – FEB



Nota de Falecimento: Siga em paz, querido Paulo

sexta-feira, fevereiro 23rd, 2018 198 views

Baixe este post em PDF
É com profundo sentimento de gratidão que a Federação Espírita do Distrito Federal se despede, temporariamente, do ilustre trabalhador e membro do Conselho Diretor do Centro Espírita Fraternidade Allan Kardec, PAULO AFONSO SILVA, que por mais de 39 anos dedicou tanto tempo do seu dia-a-dia para causa do Cristo, por meio de suas aulas no ESDE, sua direção nos grupos mediúnicos, seu canto junto ao Coral Irmã Scheilla, suas palestras no CEFAK e nas casas coirmãs, com muita mansidão e carinho.
O corpo do esposo da querida maestrina, Cordélia Silveira, será velado nesta sexta, das 12h às 15h30, no Cemitério Campo da Esperança, Capela 6. Que a espiritualidade amiga abrigue com muito carinho nosso irmão.
Federação Espírita do Distrito Federal



Desencarne de Erasmo Cravo, pioneiro da Comunhão

segunda-feira, julho 31st, 2017 278 views

Baixe este post em PDF

Desencarnou no início da madrugada desta segunda-feira (31), às 1h30, Erasmo Cravo, um dos fundadores da Comunhão Espírita de Brasília.

O velório será na terça-feira (1º), das 12h às 15h, no salão Bezerra de Menezes da Comunhão. O corpo será sepultado às 16 horas, no cemitério Campo da Esperança, na Asa Sul.

A trajetória de Erasmo Cravo esteve ligada Comunhão desde os primeiros anos da casa espírita. Um ano após ser fundada a Comunhão, Erasmo Cravo, em 1962, teve a iniciativa de apresentar um programa de cinco minutos semanais, com temática espírita, na TV Brasília, canal 6, dos Diários Associados.

Erasmo Cravo foi o terceiro presidente da Comunhão, durante o biênio 1963/1964. Depois disso, atuou como vice-presidente em várias gestões. Foi dirigente do grupo mediúnico Fabiano de Cristo, que atuou junto ao abrigo Nosso Lar.

Segundo o atual presidente da casa, Adilson Mariz, o desencarne de Erasmo Cravo serve para refletir e reconhecer a contribuição de toda uma geração de pioneiros da Comunhão e da doutrina espírita no Distrito Federal. “Por todas essas razões, manifesto meus sentimentos aos familiares e amigos, e desejo que ele receba, na espiritualidade, o afeto que conquistou entre nós em razão de tantos anos dedicados ao trabalho cristão”, declarou Adilson de Moraes.

Erasmo Cravo profissionalmente foi servidor público. Foi casado com Clara Guerra Cravo, que desencarnou em 1994.  Com Clara, Erasmo Cravo teve dois filhos: Roberto Guerra Cravo e Márcio Guerra Cravo (que faleceu há cinco anos).



Nota de falecimento

segunda-feira, julho 3rd, 2017 564 views

Baixe este post em PDF

É com pesar que comunicamos o desencarne da médium da Comunhão Espírita Teresinha de Jesus Nóbrega Catão. Ela tinha 66 anos e faleceu às 4h30 da manhã desta segunda-feira, dia 3. O velório será às 14h de hoje na capela 2 do Cemitério do Gama (DF), e o sepultamento acontece às 16h30.

Teresinha atuou por mais de 20 anos nos trabalhos da Casa e, atualmente, também trabalhava no grupo de desenvolvimento mediúnico Amélia Rodrigues.



Morre o ator Nelson Xavier, que interpretou Chico no cinema

quarta-feira, maio 10th, 2017 189 views

Baixe este post em PDF

O ator Nelson Xavier morreu, aos 75 anos, na madrugada desta quarta-feira, 10, em Uberlândia, Minas Gerais. Tereza Villela Xavier, filha do ator, usou sua página no Facebook para falar da perda do pai.

“Lamento informar a quem possa interessar que meu pai, Nelson Xavier, faleceu esta noite em Uberlândia. Seu corpo será transferido, celebrado e cremado no Rio de Janeiro em cemitério ainda não determinado. Agradeço desde já as mensagens de apoio. Ele virou um planeta! Estrela ele já era. Fez tudo que quis, do jeito que quis e da sua melhor maneira possível, sempre”, escreveu ela.

Em 2014, durante o Festival de Gramado, Nelson Xavier contou que fez tratamento contra o câncer de próstata em 2004 e que estava livre da doença. Foi lá também que recebeu o prêmio de melhor ator com “A despedida”, um de seus últimos trabalhos.

Nelson Xavier já vinha sendo tratado em uma clínica de geriatria na cidade, prestadora de serviço do Hospital Santa Genoveva. Segundo informações do hospital ao G1, ele deu entrada nesta terça-feira, 9, às 10h57 e, em seguida, transferido para um quarto particular. A morte, por volta das 0h45, ocorreu após o agravamento de uma doença pulmonar.

Em 2010, Nelson interpretou Chico Xavier nos cinemas. Na época, o ator afirmou que havia vivido ali seu melhor papel. “Finalmente fiz o meu maior papel. Fui invadido por uma onda de amor tão forte, tão intensa, que levava às lágrimas”, contou Nelson Xavier, que no longa viveu o líder espírita dos 59 aos 65 anos. “Nenhum dos personagens que fiz mudou minha vida. O Chico fez uma revolução”.

Com informações do G1.